Unidas tem crescimento de 173% na receita líquida no 3T | Locadoras de veículos | PANROTAS
LOCADORAS DE VEÍCULOS

Unidas tem crescimento de 173% na receita líquida no 3T

Divulgação
A Unidas, que anunciou a fusão com a Locamérica, divulgou os resultados do terceiro trimestre. A receita líquida cresceu 173% em comparação ao que fora registrado no ano passado no mesmo ínterim, totalizando R$ 832 milhões. O lucro líquido recorrente triplicou no trimestre na comparação ano a ano, chegando a R$ 60,1 milhões, além de Ebitda recorrente chegando a R$ 236,5 milhões, salto de 120%.


Dentre os destaques operacionais está o crescimento de 64,2% do número de diárias da terceirização de frotas, representando um salto de 3.461 milhões para 5.684 milhões, renovando seu recorde histórico. No acumulado de janeiro até setembro deste ano, a empresa apresentou uma expansão anual de 93,6%, atingindo a marca de 14.894 milhões diárias neste setor, visto como resultado dos crescimentos orgânicos da empresa com a fusão.

A receita líquida de terceirização de frotas, como consequência do aumento no número, também cresceu significativamente. O acréscimo foi de 84,3% comparando o acumulado dos primeiros nove meses com o mesmo período do ano passado, totalizando R$ 665,9 milhões, e aumento de 64% somente neste terceiro trimestre, que registrou um total de R$ 257,1 milhões.


ALUGUEL DE CARROS

O número de diárias também pode ser notado para os aluguéis de carro, excluindo as franquias, que obteve um alavancamento de 28,1%, chegando a 2,1 milhões, outro recorde histórico registrado pela empresa. No acumulado de janeiro a setembro, o crescimento foi de 26,4%, representando 5,9 milhões para a Unidas.

Obviamente, a receita líquida também cresceu 38,7% neste terceiro trimestre frente ao mesmo período do ano passado, representando um total de R$ 144,9 milhões. Já no acumulado do ano, durantes os nove primeiros meses do ano, o crescimento foi de 30,4%, chegando a R$ 394,2 milhões.


VENDA DE SEMINOVOS

O número de carros vendidos mais que duplicou, saltando de 4.792 para 12.843 durante o terceiro trimestre, e quase triplicou no acumulado de janeiro a setembro, que chegou a 30.049, frente ao que fora registrado em 2017.

A frota no final do período, que antes era somente formada por terceirização de frotas, teve um acréscimo de 168%, chegando a 119.941, sendo 61% pertencente à terceirização de frotas, 36% a aluguéis de carros e 3% de franquias.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA