Latinos retomarão pelo doméstico; veja estudo completo do Sabre

|


Unsplash/Stefan Fluck
Viajantes brasileiros consideram a viagem de avião (35%) como a mais arriscada
Viajantes brasileiros consideram a viagem de avião (35%) como a mais arriscada
Uma recente pesquisa realizada pela Sabre Corporation revelou que 50% dos viajantes latino-americanos planejam viajar nos próximos seis meses. Entre eles, 14% indicaram que desejam viajar assim que as restrições forem suspensas, enquanto 21% indicaram que viajariam dentro de um a três meses. Outros 20% dos entrevistados disseram que não viajariam a menos que uma vacina contra a covid-19 esteja disponível. Quanto ao tipo de viagem, mais da metade dos viajantes (56%) optariam por viagens de curta distância ou domésticas.

Segundo o levantamento, 36% consideram a viagem de ônibus como a mais arriscada, seguido por avião (27%) e cruzeiro (25%). Entre os principais propulsores para viajar estão preços competitivos (36%) e medidas sanitárias rigorosas (30%). No Brasil, 50% dos pesquisados escolheram o preço como o fator mais importante, seguido pelo México com 38%. Em relação aos protocolos, o uso de máscaras, o distanciamento social e a limpeza são as medidas mais importantes para os viajantes em viagens aéreas e hospedagens.

Veja abaixo o infográfico da Sabre Corporation sobre o sentimento do viajante na América Latina e Caribe.

Divulgação


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA