Carrani – Gray Line recebe prêmio Travelers Choice Award

|

A Carrani Tours – Gray Line I love Rome acaba de receber o prêmio Travelers Choice Award, do Tripadvisor. A premiação reconhece estabelecimentos que recebem consistentemente avaliações positivas de viajantes, alcançando uma pontuação global de pelo menos quatro dos cinco pontos na plataforma e em um período analisado de, no mínimo, 12 meses.

Divulgação
Carrani Tours – Gray Line I love Rome recebe prêmio Travelers Choice Award, do Tripadvisor
Carrani Tours – Gray Line I love Rome recebe prêmio Travelers Choice Award, do Tripadvisor
“Os nossos tours sempre foram sinônimo de profissionalismo, paixão e dedicação pelo Turismo e pela cultura. O Travelers' Choice Award é também um reconhecimento pela longa história da empresa e pela qualidade das viagens, garantida desde o seu início. Por mais desafiante que tenha sido o ano passado, nos destacamos pela satisfação contínua dos viajantes”, diz a diretora geral do operador turístico, Chiara Gigliotti.

Chiara expressa ainda grande satisfação e esperança pelo início da retomada. “O ano passado e o atual foram dois anos de desafios sem precedentes. Graças ao empenho da equipe e da empresa, com muitas dificuldades, realizamos visitas à cidade de Roma, circuitos em toda a Itália, oferecemos serviços de alta qualidade aos poucos clientes que chegaram até aqui. Estamos extremamente gratos por este prêmio, como evidenciado pelo excepcional empenho de todos, incluindo os guias locais de Roma e todos os envolvidos que souberam interpretar detalhadamente as novas necessidades dos clientes.”

A executiva disse ainda que o prêmio representa um marco para a empresa, mas também a esperança de que esta difícil fase possa finalmente ser superada. O turismo nacional e local recomeçou parcialmente neste verão de 2021, mas o intercontinental, com todas as suas indústrias aliadas, ainda se encontra em uma fase muito crítica. “É fundamental que exista uma maior atenção por parte das Instituições governamentais, é preciso que escutem mais, porque a saída da crise ainda está longe", conclui Chiara.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA