Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo tem 790 inscrições

|

Um total de 790 projetos de startups de 24 Estados e do Distrito Federal vão disputar o 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, cujas inscrições se encerraram no último dia 2 de setembro. Lançada em julho deste ano, a competição reúne iniciativas com potencial de fazer frente às necessidades de curto prazo do setor no cenário pós-pandemia de covid-19 ou que aprimorem serviços já existentes no ramo. (Acesse aqui o site do Desafio).

Roberto Castro/MTur
O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, celebra o grande número de adesões ao desafio e lembra que a inovação é peça-chave na retomada do setor
O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, celebra o grande número de adesões ao desafio e lembra que a inovação é peça-chave na retomada do setor
A seleção é promovida pelo Ministério do Turismo em parceria com o Wakalua Innovation Hub - primeiro polo global de inovação em Turismo -, com a colaboração da OMT (Organização Mundial do Turismo). Os dez finalistas serão anunciados na próxima semana, e o vencedor vai ser conhecido no dia 29, durante o Abav Collab. O evento híbrido da Abav, com abertura física em Salvador (BA) e transmissões online, substitui a tradicional Abav Expo, adiada para 2021.

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, celebra o grande número de adesões ao desafio e lembra que a inovação é peça-chave na retomada do setor. "O Plano de Retomada do Turismo, que lançamos recentemente, envolve o incentivo a práticas inovadoras, como destinos inteligentes. O desafio favorece a criação de uma cultura de inovação, que terá papel crucial na recuperação de atividades turísticas e na geração de emprego e renda no ramo", sublinha.

Os dez projetos mais bem colocados no desafio se classificam para a semifinal da 3ª edição da competição global de startups da OMT. O evento mundial, organizado em parceria com o Wakalua e que tem como meta o cumprimento dos 17 ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), busca acelerar avanços a exemplo da erradicação da pobreza e da garantia de crescimento econômico com pleno emprego, especialmente no pós-pandemia.

Os finalistas da competição brasileira concorrem a duas viagens à Espanha, onde participam de um treinamento e acompanham a FITUR, maior evento mundial do gênero. A avaliação dos projetos inscritos caberá a líderes do turismo e da inovação no Brasil. A seleção integra uma cooperação entre o MTur e o Wakalua para o desenvolvimento de uma estratégia nacional de inovação em turismo, que também envolve a implantação de um hub da entidade no Brasil.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA