ECONOMIA E POLÍTICA

Após inundação no Texas, Harvey ameaça Louisiana

Reprodução / Twitter
Em 24 horas, as cidades de Port Arthur e Beaumont registraram 660 milímetros de chuva
Em 24 horas, as cidades de Port Arthur e Beaumont registraram 660 milímetros de chuva
Enquanto milhares de habitantes de Houston ainda esperam por resgate, a tempestade tropical Harvey, que assola o Estado desde o último final de semana, ruma para outra cidade do Texas: Port Arthur. Já inundado, o município está sendo evacuado e as autoridades locais alertam a população a se deslocarem aos locais mais altos da cidade. A maior refinaria dos Estados Unidos, situada na cidade, foi forçada a interromper suas operações por conta da emergência.

Pelo menos 11 pessoas já morreram com as inundações no estado do Texas, incluindo um sargento que se afogou ao tentar fazer um resgate.

De acordo com o prefeito de Port Arthur, Derrick Freeman, embora alguns resgates estejam atrasados, todos os pedidos de socorro serão atendidos.

"A nossa cidade está submersa, estamos chegando!", afirmou em sua página do Facebook, e ainda recomendou que a população evite os sótãos de suas residências.



RECORDE DE CHUVAS
Em poucos dias, o Harvey, que começou comom um furacão, conseguiu alcançar o recorde de chuvas em uma única tempestade no país. Ao todo, foram mais de 660 milímetros em 24 horas nas cidades de Beaumont e Port Arthur — e as chuvas ainda não pararam.

Pelo menos um terço da cidade de Houston está coberto de água e as autoridades locais ainda não têm um número exato de pessoas que ainda precisam ser resgatas, destaca o porta-voz do Departamento Militar do Texas, o tenente-coronel Travis Walters, à CNN.

Já foram pelo menos nove a dez mil pessoas resgatadas em Houston pelos socorristas, além de outras 400, segundo informam os voluntários locais. As demais cidades ainda não divulgaram os dados.

LOUISIANA SOB AMEAÇA
Com grandes estragos no Texas, a tempestade tropical agora se desloca para a Louisiana. São esperados até 60 milímetros de chuva no Sudoeste do Estado, próximo a Kentucky, segundo informa o National Hurricane Center.

"Estamos lidando com um Estado que já teve muita chuva neste verão, então estamos conscientes da ameaça de inundação", destacou o porta-voz da Guarda Nacional da Louisiana, coronel Ed Bush.


*Fonte: CNN e The Guardian

conteúdo original: http://cnn.it/2wRBRVj
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA