Rio é o Uber do Turismo, diz CEO do Rock in Rio

|


Marluce Balbino


Sede dos Jogos Olímpicos, a cidade do Rio de Janeiro anda ditando moda e recebendo elogios de diversos meios de comunicação que estão na cidade cobrindo o maior evento esportivo do planeta. E por conta desta evidência se tornou, na opinião do CEO do Rock in Rio, Luis Justo (foto), a capital da experiência.

“O Rio é hoje, sem dúvida, o Uber ou Airbnb do Turismo. A cidade possui um estilo de vida invejado, tem seu próprio lifestyle. É uma cidade democrática onde o bilionário e o morador da favela dividem o mesmo espaço na praia de Copacabana ou Ipanema, onde você deixa o conforto do seu lar para tomar um chopp com amigos num boteco. A atmosfera da cidade encanta e vai muito além de ver a cidade pelo alto aos pés do Cristo Redentor. O turista internacional se apaixona pelas belezas do Rio e pelo jeito do carioca”, afirmou Justo, que antes de comandar o Rock in Rio foi CEO da Osklen, marca carioca presente em mais de dez países no mundo, entre eles Estados Unidos, Itália, França e Japão.

Luis Justo participou de um debate sobre Turismo na Casa Rio, evento promovido pela Rio Negócios em parceria com Sebrae. Segundo ele, o Turismo é um “atributo” que ninguém pode tirar da cidade.

“A geografia é do Rio, assim como as belezas naturais e o povo. Todos esses conjuntos fazem da cidade o principal portão de entrada do Brasil. E nós estamos no caminho certo, estamos transmitindo todas as nossas qualidades para cinco bilhões de pessoas. Este é o maior retorno que a cidade pode investir. Agora é trabalhar e transformar essa cidade em uma potência turística”, afirmou.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA