Acordo de Paris: trade precisa reagir à saída dos EUA

|

Pixabay
O Turismo pode gerar impactos negativos a determinados destinos e, pensando nisso, a ONU declarou 2017 como o ano do Turismo Sustentável. Apesar disso, autoridades de alguns países parecem fazer pouca questão de construir um planeta melhor para todos.

Recentemente, os Estados Unidos anunciaram a saída do acordo de Paris. Em alusão ao slogan da candidatura de Trump, o recém-eleito presidente da França, Emmanuel Macron, provocou e disse: "make our planet great again" (Faça do seu planeta ótimo novamente, na tradução literal).

Para a professora e presidente do Conselho da WTM Latin America, Jeanine Pires, o Turismo também precisa se atentar a situações como essa. "Sendo um setor altamente suscetível a transformações econômicas, sociais e políticas, o Turismo também sofre influência causadas por alterações climáticas."

Segundo ela, o trade brasileiro e internacional precisa se posicionar contra a decisão estadunidense. "Os EUA são o segundo maior produtor mundial de gás de efeito estufa e sua saída do acordo internacional representa a defesa de mudanças que interferem diretamente no Turismo", explica Jeanine.

Leia o artigo na íntegra o artigo de Jeanine Pires noBlog MKT Destinos
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA