Hotéis do Rio e Salvador rompem com Decolar.com

|


Reunião dos hoteleiros no Rio de Janeiro sobre Decolar.com

Hoteleiros do Rio de Janeiro e de Salvador anunciaram hoje rompimento comercial com a Decolar.com por tempo indeterminado. A medida se dá pela decisão da OTA de aumentar as margens de comissionamento, que chegam a 22%. Na capital fluminense, mais de 90% da oferta de leitos deixa de ser comercializada pelo portal, enquanto na capital baiana fala-se em pelo menos 40 hotéis de médio e grande porte deixando de trabalhar com a Decolar.

No Rio, o boicote à OTA teve início no último dia 6, quando dezenas de hotéis fecharam seus canais de vendas com a Decolar após a empresa aumentar o comissionamento. Após algumas tentativas lideradas pela ABIH-RJ com o objetivo de negociar alternativas ao reajuste imposto unilateralmente, o boicote foi estendido até a data de hoje, quando os principais grupos hoteleiros optaram pelo rompimento.

Em Salvador, o boicote foi aprovado por unanimidade em reunião da ABIH-BA. A intenção é de que a Decolar repense a decisão. “O mercado de Salvador está em crise. Não temos como repassar este aumento. Daí nossa decisão de fechar as reservas para a Decolar até que a empresa volte atrás”, destacou o presidente da ABIH-BA, Glicério Lemos. A ABIH-BA analisa estender o boicote a outras agências on-line de intermediação.

“O setor está em crise há quatro anos e 2016 vem se mostrando o pior deles. Aumentar a comissão neste cenário foge da realidade”, frisou o presidente da Federação Baiana de Hospedagem e Alimentação (FEBHA) e vice-presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Salvador e Litoral Norte (SHRBS), associações que também apoiam o boicote. Medida semelhante já foi tomada pelos hoteleiros de Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Aracaju e Maceió.

Reunião da ABIH-BA aconteceu hoje em Salvador

*Com participação de Rodrigo Vieira
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA