AVIAÇÃO

Gol e Azul lideram em volume de vendas na Abracorp


Emerson Souza
A Latam Airlines Brasil definiu como uma de suas prioridades a recuperação do mercado corporativo, projeto iniciado em 2018 com a criação de comitês de clientes e distribuidores, anúncio de investimentos nas cabines das aeronaves e mais voos para esse segmento. Os números da Abracorp divulgados hoje mostram que a companhia está correta em sua estratégia: em volume de vendas a companhia ficou com 26,2% de share nas vendas das 28 associadas da entidade, com R$ 1 bilhão e crescimento de apenas 5,5% sobre 2017. O que lhe garantiu a terceira posição no ranking da Abracorp.

A Gol liderou em vendas, com 32,9% de share e R$ 1,3 bilhão de receita (+20,29%). Já a Azul ficou em segundo lugar, com R$ 1,24 bilhão em vendas, 31% de share e crescimento de 22,6%.


Rodrigo Vieira
John Rodgerson, presidente da Azul
John Rodgerson, presidente da Azul
Em número de bilhetes vendidos, a Latam pula para a segunda posição, com 27,3% de share, venda de 1,6 milhão de passagens, mas queda de 2,7% sobre 2017.
A Gol lidera com quase 2 milhões de bilhetes vendidos (+11,4%) e Market-share de 33,7%. E a Azul fica em terceiro, com 26,4% de participação, 1,56 milhão de passagens vendidas e crescimento de 7,4%.

A Avianca Brasil fica em quarto lugar nos dois quesitos. Vendeu 706 mil bilhetes (queda de 2,6%) e R$ 377 milhões (+9,4%). A Passaredo vendeu R$ 13 milhões (-25%) e a Map R$ 10 milhões (+15,6%).

TARIFA MÉDIA

O preço médio do bilhete pago pelas associadas Abracorp foi de R$ 799 na Azul (vale lembrar que é a empresa com mais destinos operados no Pais, muitos deles exclusivos), R$ 706 na Map, R$ 665 na Gol, R$ 660 na Passaredo, R$ 648 na Latam (o que explica a terceira colocação em vendas) e R$ 533 na Avianca Brasil.

A tarifa média da Abracorp no aéreo nacional subiu de R$ 602 em 2017 para R$ 680 em 2018, uma recuperação de 12%, comemorada pela indústria.

O aéreo nacional respondeu por 39% das vendas da Abracorp em 2018, chegando a R$ 4 bilhões (+15,4%).
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA