EVENTOS

Alagev coloca papel do gestor em foco durante Evente-se Talk

Entre os dias 20 e 22 de maio, a Associação Latino Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev) participou do Evente-se Talk, tendo seu diretor executivo, Eduardo Murad, como mediador do painel “Clientes: o papel do gestor nos eventos”. O evento foi realizado na Fellows House, em São Paulo.

Divulgação
Responsáveis pelo painel
Responsáveis pelo painel "Clientes: o papel do gestor nos eventos"
Além do executivo, o bate-papo contou com as presenças de Alessandro Cezar, da Scania; Carolina Fioresi, ex-Abril e Valor; Gabriela Paz, da Natura; e Janaina Bueno, da AstraZeneca. Temas como eventos responsáveis, redes de relacionamentos, dificuldades enfrentadas pelos gestores, segurança e impactos na economia foram alguns dos mais relevantes discutidos entre os cerca de 30 participantes do encontro.

“Você tem que construir seu papel para ser lembrado na rede não só pelo nome da sua empresa”, comentou Carolina Fioresi, destacando a força e o poder que a rede de relacionamentos tem para a concretização de projetos e para o fortalecimento da cadeia de eventos.

“Os eventos precisam sair da mesmice, gerar experiência, agregar valor e propósito”, completou Alessandro Cezar, enfatizando a importância da criação de experiências em eventos que possam surpreender os presentes.

Divulgação
Plateia durante o painel no Evente-se Talk
Plateia durante o painel no Evente-se Talk
Ainda durante o painel, foram apontadas dificuldades encontradas para a realização de um evento em espaço público no Brasil. Embora pareçam alternativas viáveis e mais baratas para realização de grandes eventos, os entraves burocráticos tornam a ação menos acessível.

“Iniciativas como essa parceria entre a Alagev e a Evente-se são muito produtivas. Estamos em tempos de criar e compartilhar conteúdo, e não guardar para si. Sabemos do potencial da indústria do Turismo e eventos no Brasil e temos que, cada vez mais, discutir melhores práticas, além de posicionar o segmento como estratégico para as empresas e para a economia como um todo”, finalizou Eduardo Murad.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA