44% dos eventos internacionais de 2020 foram adiados

|

De acordo com dados da Icca (International Congress and Convention Association), 44% dos eventos internacionais do perfil da entidade confirmados para 2020 foram adiados, 30% foram virtuais, 14% foram cancelados e somente 9% foram realizados. As associações que organizam eventos do segmento de Ciências tiveram a maior taxa de cancelamento/adiamento, com 11% e 55%, respectivamente.

Getty Images
44% dos eventos internacionais confirmados para 2020 foram adiados, segundo a Icca
44% dos eventos internacionais confirmados para 2020 foram adiados, segundo a Icca
No total, foram identificadas 8.409 reuniões únicas que foram realizadas ou planejadas no ano passado. No relatório de 2020, o número de eventos únicos foi de 13.252. Esta queda significativa pode ser parcialmente explicada pelo fato de que vários sites de eventos foram retirados do ar prematuramente ou nunca foram estabelecidos em primeiro lugar, como consequência da pandemia, dificultando a identificação desses encontros.

Ao contrário do número de reuniões, a quantidade de participantes mostra que as reuniões adiadas (38%) e virtuais (37%) constituem um segmento de dimensão semelhante do número total de participantes, que foi mais de 4 milhões, o que significa que, embora o número de reuniões virtuais foi inferior ao de adiadas, o número de participantes nestes eventos foi superior.

A maioria das reuniões menores (de 50 a 149 participantes) foi adiada ou cancelada (56%) em comparação com 44%, como visto nas reuniões maiores (de 3 mil e acima). Como consequência, a porcentagem de reuniões virtuais é mais elevada nos eventos maiores (48%).

As consequências do cancelamento ou adiamento de grandes reuniões parecem muito maiores em comparação com as menores e talvez mais recursos estejam disponíveis para essas associações, pois elas podem ter mais membros e, portanto, maiores orçamentos para converter reuniões presenciais em reuniões virtuais.

REGIÕES
Ao olhar para as reuniões não afetadas e afetadas por região, o Oriente Médio teve o menor percentual de reuniões adiadas e canceladas (uma combinação de 49%s), o que significa que 51% de todas as reuniões em 2020 ocorreram, ou não foram afetadas (19%), foram virtual (29%), realocadas (2%) ou híbridas (1%). Logo em seguida vem a América do Norte, com uma taxa de continuação combinada de 50% e a maior porcentagem de reuniões virtuais (39%).

A América Latina teve 44% dos eventos adiados, 17% cancelados, 27% foram realizados de maneira digital e 11% não foram afetados. Já a Europa registrou 47% dos encontros postergados, 13% sofreram cancelamento, 30% foram on-line e 7% não sofreram alteração.

HÍBRIDO E DIGITAL
O ano de 2020 pode ser visto como o catalisador para o inevitável surgimento das reuniões híbridas e virtuais, uma vez que uma quantidade significativa de associações as tornou realidade por necessidade ao converter 2.648 (32%) reuniões regulares em 143 híbridas (2%) e 2.505 virtuais (30%). Isso teve um impacto significativo no resultado econômico desses encontros, uma vez que as reuniões híbridas e virtuais têm um efeito limitado no próprio destino no que diz respeito aos custos de viagem, acomodação, alimentação e outras despesas locais.

IMPACTO ECONÔMICO
O ano de 2019 resultou em 13.252 reuniões de associação únicas, representando um gasto total estimado de US$ 10,8 milhões. Não é nenhuma surpresa que a pandemia de covid-19 dizimou a produção econômica para o ano de 2020, com 8.409 reuniões planejadas, das quais 3.484 realmente ocorreram, 763 não foram afetadas, 2.505 foram virtuais, 73 realocadas e 143 híbridas.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA