GENTE

Como amenizar o estresse de ser gestor de eventos


Emerson Souza
Viviânne Martins, à vontade para falar sobre humanização da gestão de viagens e eventos corporativos
Viviânne Martins, à vontade para falar sobre humanização da gestão de viagens e eventos corporativos
Precisamos falar sobre o que realmente importa. A afirmação, de sentido amplo, abriu mais uma edição do Abroad Mice, em São Paulo, nesta segunda-feira, e norteia as iniciativas que a Academia de Viagens Corporativas vem dando não apenas ao evento, mas em todas suas ações.

Viviânne Martins, uma das diretoras, foi a mensageira das verdades que o mercado não está necessariamente acostumado a ouvir, mas são fundamentais, principalmente os gestores de eventos. "Essa é sexta profissão mais estressante do mundo, de acordo com um índice da CNBC lançado neste ano. Estamos o tempo todo bombardeados de informação, misturando trabalho e vida pessoal. Isso te motiva ou te desespera?", indagou Viviânne.

Nos últimos dez anos, a executiva passou por um processo de reciclagem, no qual o ser humano está no centro de tudo. Desenvolver o humano, fazer esse profissional humano ter uma jornada mais simples, feliz e conectada é o foco da empresária, que desde os tempos de Alagev sempre reforçou a importância de colocar o bem-estar do viajante como prioridade para um gestor de viagens e eventos corporativos.

Emerson Souza
Viviânne Martins, da Academia de Viagens corporativas
Viviânne Martins, da Academia de Viagens corporativas
Além de foco em meditação e espiritualidade, "conceitos dos quais as pessoas precisam conhecer melhor", ela relatou sua experiência na Human University, na Holanda, e comprovou o quanto o tema vem ascendendo em termos de mercado e acendendo luzes alerta às pessoas que dele se afastam.

"Felicidade virou disciplina de algumas das principais universidades de medicina do mundo. Depressão já é e tende a continuar sendo a principal doença desta e da próxima década. E é impossível não correlacionar todo esse contexto com produtividade no trabalho", afirma, encorajando a plateia a encontrar a melhor maneira de encontrar a espiritualidade e garantindo resultado. "Sendo uma pessoa melhor, você será um melhor profissional. Portanto, sejam mais vulneráveis, pois assim vocês aceitarão mais as coisas. Aceitem ser vistos, abracem e amem, mesmo sem garantias. É fundamental quebrar crenças antigas, aceitar o novo: aprenda, desaprenda e reaprenda", concluiu a especialista, nesta que é sua segunda palestra sobre o tema, depois de ter ministrado a dermatologistas no último final de semana.

Contato: vivianne@academiadeviagens.com.br
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA