Beatrice Teizen   |   28/05/2020 12:09   |   Atualizada em 28/05/2020 12:34

Alagev apresenta nova diretoria e garante Lacte de 2021

Quadro da entidade, agora, está completo, com presidente, vice-presidente e diretor financeiro

A Alagev apresentou hoje (28) formalmente, em encontro virtual, a nova gestão, que estará à frente da associação até 2022. O quadro, agora, está completo, com presidente, vice-presidente e diretor financeiro. Como foi anunciado no Lacte, Roberta Moreno, da BMS, ocupa a presidência, Larissa Licatti, da Syngenta, a vice-presidência, e Gustavo Elbaum, da CWT Meetings & Events, a diretoria financeira.

Emerson Souza
Larissa Licatti, Eduardo Murad, Roberta Moreno, Giovana Jannuzzelli e Gustavo Elbaum, da Alagev, durante o Lacte deste ano
Larissa Licatti, Eduardo Murad, Roberta Moreno, Giovana Jannuzzelli e Gustavo Elbaum, da Alagev, durante o Lacte deste ano
“As eleições da diretoria são feitas a cada dois anos, mas faremos votações quase que anuais. Entre os dois anos da gestão, teremos eleições de conselho. É uma medida do último registro do nosso regimento que garantirá a continuidade do planejamento estratégico”, conta o diretor executivo da entidade, Eduardo Murad.

Para os agora ex-presidente Rodrigo Cezar e ex-diretor financeiro Raffaele Cecere, o período de suas gestões foi marcado por ações pertinentes aos players multissetoriais, voz aos associados e mudanças no ponto de vista estratégico e financeiro. Diante da crise de covid-19, a Alagev afirma que chega forte e consolidada financeiramente e capaz de passar pela pandemia e dar continuidade à associação.

LACTE
Citado por Murad como um marco muito importante para a entidade, o Lacte, que já era um evento importante, foi remodelado nos últimos dois anos, tanto em relação ao conteúdo quanto ao formato, e está garantido para 2021. Por conta do cenário atual e do futuro breve, o encontro precisará passar novamente por uma transformação, mas a nova gestão garante que será muito positiva.

“Com um novo formato teremos uma abrangência regional e para a América Latina. O tamanho do público do Brasil já estava muito grande, já não tínhamos mais espaço e não havíamos pensando em fazer a edição deste ano de maneira híbrida. Agora estamos conversando com empresas em outros países e vamos incluir a América Latina definitivamente no Lacte 2021. Será um evento massivo”, afirma Elbaum.

LANÇAMENTOS
Para acompanhar a retomada da indústria, a associação lançará, na próxima semana, o Velocímetro Alagev. O site será uma plataforma colaborativa onde os travel managers e meeting planners colocarão o status das viagens e eventos de suas empresas.

“A ideia é atualizar a cada 15 dias para que todo o mercado tenha uma referência para a tomada de decisão, ao observar o comportamento das compras dos gestores. Vamos estimular os profissionais a colaborarem e alimentarem a plataforma, de zero a 100, comparando o volume que têm hoje, com o de 2019. Com isso, o ponteiro comerá a mexer e vamos poder medir a retomada”, explica o diretor executivo.

E, em breve, a entidade colocará à disposição do setor um material com dicas e construções sobre a gestão de viagens e negociações nesse momento de crise. O Playbook de Viagens Corporativas será disponibilizado em 5 de junho e oferecerá análises críticas, dando ferramentas aos profissionais para que eles entendam como examinar o passado e agir no futuro.

Tópicos relacionados