GESTÃO DE VIAGENS

Veja 12 dicas para negociar com sucesso em viagens corporativas


rawpixel/Pixabay
Os preços das viagens devem crescer acentuadamente no ano que vem, de acordo com o levantamento Global Travel Forecast da Carlson Wagonlit Travel (CWT). As tarifas de hotéis devem aumentar 3,7% e a dos voos 2,6%, impulsionadas pela crescente economia global e pelo aumento dos preços do petróleo. Só os preços do transporte terrestre devem permanecer sem grandes surpresas, de acordo com o estudo.

Mas à medida que a temporada de negociações se aproxima, é bom que os compradores de viagens pensem fora da caixa e levem em consideração fatores não tão óbvios em suas estratégias.

Confira a seguir 12 dicas para que as negociações sejam bem-sucedidas:

1. Consolide seus dados de despesas para obter visibilidade dos gastos auxiliares, já que as tarifas com serviços à parte e os modelos de baixo custo se tornam as novas tendências do setor;

2. Controle a distribuição de tarifas, levando em conta que os canais são cada vez mais fragmentados e os novos conceitos de preços (tarifas de marca) nem sempre são bem exibidos;

3. Monitore as mudanças com base nas possíveis oscilações de preços;

4. Negocie novas tarifas antecipando os aumentos de preço previstos - além de mudanças no cenário competitivo de fusões e aquisições e outras estratégias de companhias aéreas projetadas para aumentar o rendimento.

Negociação com hotéis:

1. Pesquise conteúdos usando a tecnologia oferecida por sua empresa de gestão de viagens (TMC). Economize tempo e esforço que levaria em uma pesquisa manual. Se sua TMC não oferece esse tipo de serviço, questione-a;

2. Otimize seu programa de hotel concentrando seu tempo e esforço nas principais propriedades, garantindo assim uma combinação adequada de tarifas. Combine taxas fixas, como a Last Room Availability (LRA) e a Non-Last Room Availability (NLRA), com descontos e preços dinâmicos;

3. Analise o impacto da viagem. As tarifas dos quartos do hotel podem ser otimizadas por meio de um agendamento de datas mais inteligente;

4. Priorize os padrões de segurança e estabeleça planos de contingência de riscos com os principais parceiros para localizar, alertar e comunicar os viajantes.

Negociação com terrestre:

1. Conheça seu histórico de negociações. Compreenda seus padrões atuais, a forma como seus custos são distribuídos e acompanhe o mercado global para entender se aumentos nos preços são viáveis;

2. Peça aos fornecedores de aluguel de carros que forneçam dados das reservas de seus viajantes para entender o quanto sua organização está pagando em taxas acessórias. Isso permite que você conduza negociações sobre itens que representam a maior despesa;

3. Concentre-se em mais do que apenas as taxas. Obtenha uma visão completa de como seus custos totais são distribuídos;

4. Fique atento às cobranças que já estão incluídas em seus contratos, como danos a veículos que não foram acarretados por seus funcionários, reabastecimento incorreto e cobranças por GPS.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA