Bourbon aponta para retomada dos eventos no 2º semestre

|

Uma pesquisa da GBTA aponta que as viagens domésticas e essenciais a negócios devem ser retomadas primeiro, uma vez que que 49% das empresas planejam retomar essa atividade nos próximos meses. A Rede Bourbon, por exemplo, já começou a sentir o reflexo da melhoria do setor, principalmente após a flexibilização das autoridades para eventos presenciais de médio porte.

Divulgação/Rede Bourbon
Bourbon aponta para retomada dos eventos corporativos no 2º semestre
Bourbon aponta para retomada dos eventos corporativos no 2º semestre
O Bourbon Atibaia Resort contava com 50% de seu faturamento proveniente dos eventos corporativos antes da pandemia, com capacidade para mais de duas mil pessoas em salas de eventos. Com a retomada do mercado, os meses de agosto, setembro e outubro já têm reservas para eventos de médio porte, para até 450 pessoas, permitindo o distanciamento social.

Além disso, o empreendimento segue os protocolos de segurança da covid-19, com exigência de uso de máscaras e disponibilização de álcool em gel e, além disso, faz parte do programa “Limpeza que você pode confiar”, iniciativa da Ecolab para clientes que adotam um alto padrão de limpeza e higienização.

Em 2019, o Bourbon Cataratas do Iguaçu Resort inaugurou o Pátio da Mata, espaço multifuncional e flexível com 1,7 mil metros quadrados de área, totalmente integrado à natureza. O último evento neste espaço foi um casamento, em março de 2020, antes do início da pandemia, mas agora, com a liberação de encontros para até 500 pessoas em agosto na região, começaram a ser feitas novas reservas no local.

OPORTUNIDADES
O Bourbon Curitiba Convention Hotel, por sua vez, encontrou um novo nicho de mercado em meio à crise. “Descobrimos que nosso hotel é ideal para mini weddings, realizamos alguns eventos neste formato em 2020 e 2021, sempre com o número de convidados autorizados pela legislação municipal vigente, e tivemos um retorno muito positivo dos noivos e cerimonialistas”, destaca a gerente da unidade, Roseli Roiek.

Essa adaptação foi fundamental para manter as operações hoteleiras durante a pandemia, além de se adequar a sistemas de delivery e take away para os restaurantes, como um dos espaços de eventos corporativos, que foi transformado em um restaurante italiano, o Dom Gaetano, mais voltado para o público de lazer.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA