Soluções de pagamento na hotelaria ajudam no processo end to end

|

Divulgação/Omnibees
Gisele Macias, da Omnibees
Gisele Macias, da Omnibees
Em um mundo globalizado, as viagens corporativas são estratégias essenciais das empresas para atingir negócios e objetivos. Mesmo com a pandemia de covid-19, algumas companhias nunca pararam de viajar a trabalho e outras estão retomando, gradualmente, este tipo de deslocamento. No entanto, apesar de existirem cada vez mais diversos recursos tecnológicos, o pagamento em relação à hospedagem ainda é um obstáculo que as empresas, gestores e TMCs enfrentam.

Os viajantes podem encontrar preços diferentes para um mesmo hotel, nas mesmas datas selecionadas e mesmo tipo de quarto. O valor das diárias pode variar, dependendo se as tarifas são nego ciadas, com ou sem comissionamento, da inclusão de impostos no valor final ou não, do canal de reservas escolhido, itens e benefícios inclusos na tarifa. Os travel managers tentam incluir em suas negociações todos os adicionais que são importantes para seus viajantes e/ou que estejam dentro das políticas de viagens.

São muitos os fatores. Além disso, com a implementação da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no Brasil, é imprescindível que os dados das companhias e viajantes sejam tratados da maneira correta, com segurança e privacidade. Mais uma etapa para esta equação.

“Se tratando de pagamentos, já havia regulamentação que norteava a segurança de pagamentos, como a PCI. A chegada da LGPD, em 2020, apenas somou nessa necessidade uma segurança adicional, não somente em relação aos dados de pagamento, mas, agora, a todos os dados pessoais dos consumidores, assim como o direito ao esquecimento. No segmento corporativo, temos de pensar não só no consumidor final, mas em todas as partes envolvidas – hóspedes, em - presas, TMC e hotéis”, explica a nova head de Vendas Corporativas da Omnibees e Bee2Pay, Gisele Macias.

Foi pensando em todas essas questões que a Omnibees criou, em 2018, a Bee2Pay Travel Solutions, a primeira fintech do setor de Turismo. O objetivo da empresa é garantir a segurança das informações de todos envolvidos nos processos financeiros no que tange a hotelaria e hospedagem de viajantes.

Quer entender melhor como a companhia funciona e qual a importância de soluções de pagamento para uma transação segura na hotelaria? Confira a matéria completa do Espaço Alagev da Revista PANROTAS desta semana, nas páginas 37 e 38.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA