Sebrae-SP: MPEs apresentam recuo recorde no 1º sem

|

O Sebrae-SP divulgou, nesta segunda-feira, os indicadores do semestre para faturamento de micro e pequenas empresas (MPE) no Estado de São Paulo. O segmento apresentou queda de 13,2% em relação ao mesmo período de 2015, a maior taxa de queda para um mesmo intervalo desde 2002.

A elevação do desemprego, a queda no rendimento real dos trabalhadores e os níveis baixos de confiança afetaram significativamente os resultados dos micro e pequenos empresários paulistas, afirma o Sebrae.

A queda de 13,2% na receita real (já descontada a inflação) para o primeiro semestre de 2016 é a pior desde 2002, quando o indicador apresentou redução de 17,9% ante o período de 2001.



Por setores, os resultados para o faturamento das MPEs foram -15,3% para indústria, -11,2% para comércio e -14,7% para serviços. No total, os micro e pequeno empresários paulistas faturaram nos primeiros seis meses do ano R$ 275,3 bilhões – queda de R$ 41,7 bilhões.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA