Economia irá melhorar o setor de viagens em 2017, diz Ricardo Amorim

|


Henrique Santiago
O economista projeta um PIB positivamente surpreendente para o Brasil em 2017
O economista projeta um PIB positivamente surpreendente para o Brasil em 2017

Os últimos minutos do Fórum de Viagens Corporativas da HRS foram reservados ao palestrante e economista Ricardo Amorim. Em sua apresentação, ele destacou que, com a saída de Dilma Rousseff da presidência para a entrada de Michel Temer, a economia brasileira irá melhorar.

Com críticas direcionadas à ex-presidente, o palestrante afirmou que a melhora do desempenho econômico irá beneficiar diretamente a indústria de viagens, incluindo o resiliente segmento corporativo. Amorim mão trouxe exemplos específicos, mas aposta na alta da moeda brasileira, a queda do dólar e, consequentemente, na baixa da taxa de juros e da inflação.

“A confiança do brasileiro melhorou pelo que a Dilma não vai mais fazer. O Temer não fez nada até agora e vai ter que governar”, disse. “O que ele tem que fazer agora é cortar gastos e nada mais”, completou, esperançoso.

Em sua visão, o participante ainda sente que o agronegócio irá trazer ainda mais benefícios ao Brasil, pois os países emergentes irão ditar o crescimento mundial. Com o crescimento de renda China e, futuramente a Índia, nações com mais de um terço da população mundial, eles buscarão exportar alimentos daqui.
Henrique Santiago
Ricardo Amorim encerrou o fórum da HRS
Ricardo Amorim encerrou o fórum da HRS

“Em dez a 15 anos, eu acredito que a gente coloque mais 35 milhões de brasileiros na área de consumo. Vocês [do trade] precisam fazer produtos e serviços chegarem em lugares mais distante. As pessoas viajam mais e a demanda aumenta.”

Ricardo Amorim garante que o País será o foco de investimentos internacionais e a abertura das portas para investidores. Ele citou a compra de 23,7% da Azul por parte dos chineses do HNA Group. O economista defende ainda a ideia de que em 20 anos haverá nove vezes mais pessoas viajando de avião em países emergentes do que nos Estados Unidos e na Europa.

Ele ainda ministrará uma palestra na abertura da Abav Expo, amanhã (28), na Vila do Saber.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA