MERCADO

Confira algumas dicas para se manter disposto durante viagens a negócios

Uma viagem a trabalho pode ser, muitas vezes, cansativa. Depois de longas horas de voo, logo em seguida é preciso estar em uma reunião ou participar de algum compromisso. Nesses casos, o jet lag está quase sempre presente e a falta de disposição precisa ser driblada. Como viajante corporativo, o que fazer para se manter disposto e ativo durante o deslocamento?

Cada pessoa e organismo reage de uma forma diferente, claro, mas há algumas dicas que podem ajudar. O diretor comercial da Sinnergy, Phelipe Hamoui, por exemplo, viaja desde 1993 para a Ásia, de quatro a cinco vezes por ano, fora férias pessoais, totalizando cerca de nove viagens internacionais anuais.

Dreamstime
Para o trabalho do executivo, são voos longos e uma diferença de fuso horário enorme. Sua estratégia é simples: tentar se adaptar ao máximo ao horário local. “A regra número um é não tirar um cochilo à tarde, parar para descansar ou ir dormir mais cedo, principalmente nos primeiros dias”, explica. O importante é estar sempre ativo e não deixar o cansaço bater.

Outra coisa que Hamoui não abre mão é fazer uma escala de um dia na Europa. “Faço um pit stop em Amsterdã ou Paris, dependendo da companhia aérea, e passeio por lá, vou a museus, faço pesquisa de trabalho, sempre respeitando o horário local. Vou para o hotel e durmo o mais tarde possível. Durmo cansado e acordo o mais adaptado possível. No dia seguinte pego um voo para a Ásia e repito o processo. “ Em dois dias, o executivo está habituado ao fuso.

Café durante o dia e refrigerante de cola também ajudam na disposição. Além disso, tomar um café da manhã reforçado e comer um almoço leve é essencial para que não bata o cansaço à tarde. Outra coisa que Hamoui costuma fazer é uma sauna ou massagem antes de dormir para acordar bem no dia seguinte às 7h da manhã.

Austrian Airlines/flickr
Após o desembarque é interessante seguir essas dicas para se recompor, mas durante o voo também é essencial se cuidar. Em viagens de longa distância, voar de executiva (ou de primeira classe, se possível) faz toda a diferença. Tomar líquidos e se manter hidratado, fazer alongamento e se movimentar é fundamental para prevenir problemas de saúde, como trombose. Descansar também é importante. “Normalmente não uso esse tempo para trabalhar. Prefiro colocar as séries em dia, assistir filmes e dormir”, conta.

O retorno da viagem a negócios também pode ser um pouco complicado, pois o funcionário já precisa retomar o trabalho. Hamoui, que normalmente volta de manhã, passa um tempo com a família e, logo após o almoço, vai para o escritório. “Se fico em casa, vou acabar dormindo e não me adaptar ao horário”. À noite, sai para jantar ou faz um happy hour. Assim, repete por aqui o mesmo processo que fez durante a viagem, de dormir cansado e acordar disposto no dia seguinte para recomeçar a rotina.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora