Executivos com milhagem de sobra dão dicas para viagens a trabalho

|


istck

Enquanto muitos convivem com a dura rotina das viagens a trabalho, outros já refinaram seu empirismo em ciência. Das artimanhas para conseguir um upgrade a preço de banana a melhor forma se fazer uma mala, viajantes frequentes de empresas internacionais dão algumas dicas que podem facilitar - e muito - os dias longe de casa.

A seguir, confira o que verdadeiros especialistas em viagens a trabalho fazem para contornar problemas com relógio biológico, filas em check-in, esperas para embarque e mesmo roupas para encontros:

Uma mala para tudo e quase tudo dentro da mala - O CEO do site para hotéis de luxo Luxury Link, Scott Morrow, leva sempre uma mesma mala, de tamanho médio, independentemente do tempo ou distância das viagens. "Também nunca checo a bagagem, pois isso força com que eu seja eficiente na hora de fazer as malas." O executivo também sugere que os viajantes primeiramente pense em itens que pretende levar para então escrever a lista.

Leve roupas de cores escuras e guarde em sacos - A dica a diretora da Frommer Guide Books, Pauline Frommer, é levar roupas escuras, que escondem melhor marcas ou pequenas manchas que acidentalmente podem aparecer ao longo do dia. Guardar as roupas na mala com sacos de lavanderias a seco ajudam a minimizar os inevitáveis amassados. "Tiro tudo da mala assim que chego e coloco ao lado do chuveiro, para que o vapor do banho ajude a desamassar."

Shutterstock

Selecione peças versáteis - Para quem sempre dá um jeito de colocar as roupas preferidas na mala, Banas sugere roupas que combinam entre si. "Roupas que podem ser usadas em camadas, como suéter, camisetas que podem ser usadas uma sobre a outra e cachecóis, que são ótimos por servirem também como cobertores."

Andrew Turner/Flickr
Carregue tudo uma noite antes -
"Carregue tudo um dia antes e deixe a chave de casa perto do que você precisará colocar na mala antes de sair."

Procure um programa de fidelidade - "Programas de fidelidade trazem acesso a mais serviços e upgrades", observa Banas. Para quem não quer se vincular a apenas uma empresa aérea ou hotel, Banas recomenda a aquisição de um cartão de milhagem, que gera pontos mesmo quando um mesmo serviço é usado em companhias diferentes.

Consolide suas viagens em uma ou duas linhas aéreas - "Tente ficar dentro de uma mesma associação de linhas aéreas internacionais, como Oneworld, Skyteam ou Star Alliance, sugere a ex-chefe da International SOS Suzanne Garber." Em muitos casos, linhas internacionais vão te tratar melhor que domésticas, pelo menos nos EUA, em termos de bagagem, upgrade e acessos a lounges. "Tente ter certeza de que a companhia doméstica vai render os pontos da empresa internacional que faz a conexão".

Compre bilhetes que possibilitem upgrade - Antes de reservar um trecho com tarifa reduzida, vale a pena conferir a disponibilidade de tíquetes full fare, que dão possibilidade de upgrade quando sobre assento na classe acima, sugere a diretora da startup de soluções em ambiente de trabalho Asana, Amy Lee. "Veja se é possível fazer o upgrade 24 horas antes do voo. Viajantes frequentes normalmente procuram a mudança de classe cerca de 100 horas antes da saída."

Vista-se bem - "Às vezes, quando o voo está lotado, os funcionários das companhias aéreas no aeroporto escolhem as pessoas a receberem o upgrade com base em suas roupas - ou na simpatia mostrada a um colega momentos antes", acredita o fundador do site de desconto em bilhetes aéreos Airfarewatchdog.com, George Hobica. "Adiante-se um pouco dizendo ao agente do portão que você pensa em fazer o upgrade. Eles podem desistir de vender quando se trata de um viajante frequente."

PughPugh/Flickr

Leve algumas bolas de tênis -
Para o presidente da Le Meridien, Brian Povinelli, levar bolas de tênis resolve problemas com dores em voos longos. "É ótimo para colocar debaixo dos pés para evitar cãibras e dores. São pequenas, inexpressivas e fáceis de substituir."

Peça um prato especial - Se você não saliva quando lembra da carne na refeição do avião, considere pedir uma refeição especial para ser servido antes, indica Banas. "Sempre peço comida vegetariana porque os pedidos especiais tendem a ser atendidos primeiro. Não lembro de alguma vez ter sido servido depois de todos."

Seja simpático com recepcionistas de hotéis - Pode parecer óbvio, mas vale lembrar que quanto mais simpático o viajante for com o staff do hotel, mais chances ele tem de conseguir um upgrade do quarto. Outra dica valiosa dos especialistas em viagens é perguntar sobre o upgrade do quarto quando a recepção estiver com menos hóspedes pedindo informação.

Aprenda a lidar com seu relógio biológico - Cada um reage de uma forma a mudanças de fuso horário. Por isso, a indicação dos viajantes é prestar atenção no que seu corpo precisa - e não precisa - para evitar o famoso jet leg. "Quando chego ao aeroporto para embarque, mudo as horas no relógio e literalmente estimo mentalmente o horário no lugar para onde vou", conta Scott Morrow.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA