TECNOLOGIA

Amadeus lança plataforma alinhada com conteúdo NDC em 2020

A Amadeus está cada vez mais deixando de ser apenas um serviço de GDS e tornando-se um participante ativo da indústria de Turismo. Com soluções para gestão de aeroportos, para companhias aéreas, ferramentas para pagamentos, agências e promoção de destinos, no mercado global, a empresa representa 44% das reservas feitas.

Divulgação
Paulo Rezende, líder de Varejo da Amadeus para América Latina
Paulo Rezende, líder de Varejo da Amadeus para América Latina
“Estamos crescendo, na área de retail, no Brasil, dois dígitos. O que para nós é muito bom, já que está acima do mercado. Estou superotimista com o próximo ano no País, agora com os governos estaduais e federal olhando o Turismo como uma verdadeira fonte de renda”, afirma o líder de Varejo da Amadeus para América Latina, Paulo Rezende.

E é com este foco em se tornar um player maior ainda no setor que a companhia vai lançar massivamente, até o início do primeiro trimestre de 2020, sua plataforma alinhada ao New Distribution Capability (NDC). O Live Space Travel é um ambiente novo em que todos os conteúdos – GDS tradicional, NDC e não NDC – estarão em um mesmo lugar.

“Já temos a solução piloto com algumas TMCs, como a BCD Travel na Europa e CWT, e com a Travix, uma OTA europeia. Essas empresas já estão começando a fazer reservas com NDC e algumas companhias aéreas, como a Qantas e a American, já estão disponibilizando conteúdo”, conta.

A ideia da solução é reunir a enorme quantidade de conteúdos e produtos que estão cada vez mais fragmentados e reuni-los em uma única plataforma, facilitando o trabalho das agências de viagens e todos os outros profissionais da cadeia. É a busca da Amadeus em se adaptar a este novo cenário, com o objetivo de auxiliar o dia a dia de seus clientes, oferecendo uma plataforma tecnológica de conexão única.

A companhia está ainda começando um piloto na América Latina, que no Brasil será iniciado no próximo mês com as agências, de agregação de hotéis. O Amadeus Value Hotels servirá para distribuir as redes hoteleiras e hotéis independentes de forma mais presente no mercado, trazendo as opções de fontes variadas para um único canal.

Um produto que vem mostrando um desempenho interessante no País é o Destination Insight, a ferramenta de dados para destinos. Com ela, os destinos conseguem saber quais são os mercados de origem das pessoas que buscam pelo lugar e também das que de fato reservam, além de conseguir informações sobre a performance, se cresceu de um mês para o outro e mais.

“Os destinos compram o acesso a essa ferramenta para poder montar planos de marketing e promoção assertivos, medindo a verdadeira propensão de interesse efetivo por tal cidade. Lá fora, já fechamos com Equador, Colômbia e diversos destinos na Europa. Aqui, trabalhamos muito com o RioGaleão, que visa não só mais passageiros, como visitantes no próprio aeroporto. Temos outros Estados que estão praticamente assinados, estamos negociando com dois grandes, um do Sudeste e outro do Nordeste, e em breve poderemos abrir quais são”, conclui Rezende.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA