Flytour Business Travel investe em pessoas e tecnologia para retomada

|

PANROTAS / Victor Fernandes
Dalva Camargo, diretora executiva da FBT
Dalva Camargo, diretora executiva da FBT
Nesta semana, chegou a vez da unidade de negócios corporativos da BeFly, a Flytour Business Travel (FBT), realizar a transição para o novo prédio da empresa em São Paulo, onde ocupará o 10º andar. Com um volume de vendas já maior do que 2019, com março de 2022 superando março de 2019, a FBT projeta crescimento nos próximos três meses, já que adicionou mais de 200 novas contas nos últimos três meses.

"Estamos com um volume maior do que em 2019, os dados mostram que a retomada do corporativo já começou. O segundo bimestre do ano mostrou que estamos em uma curva de tendência crescente. Acreditamos que por conta desse crescimento e das novas contas, é provável que no meio do ano precisaremos de mais um andar no prédio", afirmou a diretora executiva da FBT, Dalva Camargo.

Preparando para essa forte retomada com volume reprimido de viagens e novas contas conquistadas, a Flytour Business Travel contratará 100 profissionais para o comercial, para operações e para tecnologia, englobando as duas praças da empresa em São Paulo e em Belo Horizonte. "Com a preocupação em atender essa demanda, estamos selecionando mais consultores para realizar viagens mais assistidas, e um melhor aproveitamento para cada tipo de negócio e tamanho da empresa", explicou Dalva.

Quanto à eficiência da equipe, além das novas contratações a serem realizadas, a FBT se beneficia de trabalho feito durante a pandemia, ainda com os colaboradores em home office, assim como a recente transição para o presencial no novo prédio da BeFly. "Na pandemia, tivemos o cuidado de permanecer com os melhores consultores, que contam com entre sete e dez anos de empresa. E com os colaboradores já capacitados, fizemos um trabalho de volta ao presencial nos últimos meses", ressaltou a diretora.

Para Dalva, a operação de consultoria de viagens da FBT atinge sua plenitude quando os colaboradores estão próximos um do outro, melhorando a qualidade do serviço. "Depois de dois anos em casa, todos queriam estar de volta, então olhamos a questão da acessibilidade e não conseguiríamos levá-los para a antiga sede. Por isso, a BeFly montou esse espaço super bem localizado, com melhores recursos, com melhor acesso de metrô ou ônibus, além de toda uma infraestrutura moderna", disse.

TECNOLOGIA

Além do investimento em pessoas, a FBT vem incorporando novas tecnologias e mudou "completamente" seu processo. "Quando você mexe em processo e quando a gente melhora o nível de atendimento e traz tecnologia, ficamos muito mais competitivos no mercado para entregar um serviço melhor para o viajante corporativo, agregando valor à empresa e ao gestor de viagens, seja uma companhia de pequeno ou grande porte", afirmou Dalva.

Ela explicou que oferece atendimento assistido em que agrega experiência ao viajante e melhor custo benefício ao consultor de viagens cliente da FBT. "A experiência digital do cliente é um investimento nosso que veio para ficar. É um atendimento mais fácil, mais rápido, mas que fornece a segurança de ser assistido quando precisar", completou Dalva.

PANROTAS / Victor Fernandes
Novo escritório da FBT no prédio da BeFly
Novo escritório da FBT no prédio da BeFly
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA