Aviesp Expo acontecerá este ano, mesmo com a fusão com Abav-SP

|


Divulgação
Os presidentes de Abav-SP e Aviesp comentaram a unificação das associações
Os presidentes de Abav-SP e Aviesp comentaram a unificação das associações
“A unificação significa ratificar de direito uma situação que já existe de fato”. Dessa maneira, o presidente da Aviesp, Marcos Lucas, explicou a decisão que Abav-SP e Aviesp tomaram de fusão a partir do segundo semestre. De acordo com as direções das duas associações, o movimento para trabalharem como uma só já existe há algum tempo e agora será apenas oficializado, fortalecendo assim capacidade de atuação em nome das cerca de 600 empresas que são ligadas as entidades.

Lucas acrescenta que esse movimento já era visível com a atuação conjunta em estruturas como departamento jurídico, departamento de marketing, comunicação, eventos e na formulação de uma série de ações e eventos que já eram feitos em parceria. “Agora vamos avançar pra contabilidade, unificação do departamento financeiro e das demais estruturas”, antecipa.

Todo esse processo já está acontecendo. Hoje (22), além de realizar uma live com a imprensa especializada, as organizações planejam uma live com associados para tirar dúvidas e esclarecer o momento. Essas reuniões serão repetidas no dia 5 de julho e no dia 19, quando acontece a Assembleia Geral da Aviesp, que oficializa e vota a proposta.

“Nossa expectativa futura é de ter uma entidade mais forte, com a voz projetada pela da Abav Nacional nos assuntos federais e trabalhando pelo fortalecimento de ações regionais”, reforça o presidente da Abav-SP, Fernando Santos.
PANROTAS / Da Redação
Fernando Santos, presidente da Abav-SP, alega que a fusão forma uma associação mais forte
Fernando Santos, presidente da Abav-SP, alega que a fusão forma uma associação mais forte
Há também a previsão da realização de atos que formalizem a fusão. As entidades acreditam que pode haver um evento em setembro com esse intuito.

LIDERANÇA
Os atuais presidentes seguem em seus cargos até o final do mandato, no fim de outubro. A partir daí haverá um novo processo eleitoral para escolher um presidente único.

Não está estipulado nenhum tipo de critério ou condições para que o nome do novo presidente seja escolhido. Já na diretoria, há algumas novas determinações que chegam em funções da unificação.

De acordo com Santos, para manter a relevância e a representação dos associados do interior, metade da diretoria precisa ser composta por representantes de cidades do Interior de São Paulo. “O próprio estatuto prevê isso mas, obviamente, temos que nos mobilizar para que essa lideranças do interior estejam próximas sempre”, afirma.

EVENTOS
Com seu principal evento confirmado para setembro, a Aviesp sublinha que mantém a realização, mesmo depois da opções pela unificação. “O Expo deste ano está mantido, com expositores ansiosos”, garantiu Lucas.

PANROTAS / Da Redação
Marcos Lucas, presidente da Aviesp, lembra que a unificação formaliza um movimento que já existe
Marcos Lucas, presidente da Aviesp, lembra que a unificação formaliza um movimento que já existe
Já para o ano que vem a ideia é incorporar o evento à Abav Expo, que é a feira organizada pela Abav Nacional.

O atual presidente da Aviesp também acrescenta que a agenda de eventos paralelos, como a convenção anual e as capacitações regionais, seguem acontecendo e devem ser fortalecidas, agora com o apoio da Abav-SP.

RESPOSTA DAS AGÊNCIAS
Os dois líderes ponderam também que a resposta dos associados é positiva. “Dentro da Aviesp a resposta das agências tem sido boa, visto como um passo que era necessário”, revela Lucas. “Alguns questionaram, principalmente aqueles que estavam conosco desde o começo. Mas, em resumo entenderam que era um movimento natural e necessário”, completa.

Os associados da Abav-SP têm impressão parecida. “Por parte doas associados Abav a total apoio, todo mundo quer receber de braços abertos e vemos com um movimento positivo”, afirma Santos.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA