Aeroporto de Salvador poderá receber até 15 mi de passageiros por ano

|


Divulgação
O Aeroporto de Salvador inaugurou hoje a primeira fase do projeto de melhoria e ampliação do local. As obras, que incluem a ampliação do terminal de passageiros e a construção de um novo píer com seis pontes de embarque, aumentaram a capacidade do aeroporto de dez para 15 milhões de passageiros por ano. A responsável pelas mudanças é a Vinci Airports, cujo início da operação da concessão do aeroporto deu-se em janeiro de 2018.

Com o objetivo de melhorar o desempenho operacional do aeroporto, a primeira fase de obras incluiu também a requalificação das pistas e ampliação do pátio de aeronaves. Para melhorar de maneira significativa a experiência dos passageiros, foram implementados um novo sistema de transporte de bagagens, uma área ampliada para as lojas, além de novos serviços, como wi-fi de alta velocidade totalmente gratuito.

O programa de obras representou um investimento de R$ 700 milhões.

"Estas obras de modernização ampliaram o potencial do aeroporto, transformando-o num portal eficiente e confortável para a Bahia. Os aspectos particularmente ambiciosos deste programa são uma referência na transição para infraestruturas sustentáveis”, disse o CEO da Vinci e presidente da Vinci Airports, Nicolas Notebaert.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA