Air Canada suspende operações com o Boeing 737 Max

|


Divulgação
Companhia aérea toma decisão após bloqueio aéreo
Companhia aérea toma decisão após bloqueio aéreo
A Air Canada vai paralisar as operações com aeronaves Boeing 737 Max, o mesmo modelo que caiu na Etiópia com 157 pessoas. A decisão foi tomada após aviso de segurança do órgão Transport Canada, que fechou o espaço aéreo canadense a este tipo de aeronave. Outros 21 países, incluindo China e membros da União Europeia, tomaram a mesma decisão. No Brasil, a Gol também suspendeu o uso do modelo.

Em nota, a empresa afirma que as políticas de cancelamento e remarcação estão em vigor com a isenção total de taxas para os clientes afetados. “Estamos trabalhando para remarcar os clientes impactados o mais rápido possível”, disse a Air Canada.

“Por conta da magnitude de nossas operações com as aeronaves Boeing 737 Max que, em média, transportam de nove a doze mil passageiros por dia, os clientes podem esperar atrasos na remarcação e no atendimento dos call centers”, ressalta.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA