Delta oferece isenção para viajantes afetados por novas restrições

|

Divulgação Delta Air Lines
Companhia permitirá remarcação e isenção de diferença tarifária para quem voaria para países da África e Israel
Companhia permitirá remarcação e isenção de diferença tarifária para quem voaria para países da África e Israel
Em virtude das restrições governamentais de viagem recentemente anunciadas por alguns governos, caso dos Estados Unidos e de Israel, a Delta emitiu uma isenção de viagem para clientes cujos voos possam ser afetados.

Como desde o dia 29 de novembro os Estados Unidos proibiram de entrar no país os viajantes que estiveram em oito países da África – África do Sul, Namíbia, Zimbábue, Botsuana, Lesoto, Moçambique, Malawi e Eswatini – no período de 14 dias antes de seu retorno ao território norte-americano, a Delta está oferecendo aos clientes com embarque até 31 de dezembro de 2021 e que precisem alterar seus planos de viagem a possibilidade de fazê-lo sem incorrer em taxas de alteração por meio do site delta.com ou do aplicativo Fly Delta.

Mais informações sobre taxas de alteração e flexibilidade de viagens e uma isenção da diferença de tarifa para clientes com reservas até 12 de dezembro também estão disponíveis no site.

Atualmente, a Delta opera voos entre Johannesburgo, na África do Sul, e o hub de Atlanta três vezes por semana. Não há ajustes planejados para o serviço neste momento.

ISRAEL

Como o governo de Israel também divulgou novas restrições para entrada no país, a aérea emitiu uma isenção de viagem para clientes cujos voos para Tel-Aviv (TLV), em Israel, possam ser afetados. Uma isenção da diferença tarifária para viajantes com reservas até 12 de dezembro está disponível e mais informações podem ser obtidas no site.

Além disso, os passageiros que vão embarcar até 31 de dezembro de 2021 e precisarem alterar seus planos de viagem podem fazê-lo sem taxas de alteração por meio do site ou do aplicativo Fly Delta.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA