Cadier comemora liderança, mas foca em Latam sustentável

|


Divulgação
Jerome Cadier, CEO da Latam Brasil
Jerome Cadier, CEO da Latam Brasil
O CEO da Latam Brasil, Jerome Cadier, já havia dito, em entrevista à Revista PANROTAS, que sua meta não é liderar o market share doméstico e sim ter uma operação sustentável e em linha com o novo viajante pós-pandemia. Mas eis que a liderança veio (33,8% contra 33,5% da Azul e 31,8% da Gol, segundo dados da Anac) e ele não teve como deixar de comemorar e agradecer ao seu time.

“Óbvio que ficamos felizes e aproveito para agradecer todos que se dedicaram muito este ano e ajudaram a alcançar este resultado”, escreveu em sua conta no Linkedin. “Menos óbvio é o seguinte: liderança de market share não é minha meta e nada vai mudar com este resultado alcançado em 2021. O que é sim minha meta é ter uma empresa sustentável, em todos os aspectos. E todos sabem que mais do que nunca, no mundo de hoje, liderança não quer dizer sustentabilidade. Às vezes, quer dizer o oposto”, continua.

Cadier está feliz de os clientes terem escolhido voar mais de Latam do que de Azul ou Gol, “mas o que quero é que estes clientes estejam cada vez mais satisfeitos com a escolha que fizeram”.

Para isso, segundo ele, já ainda muito trabalho a ser feito. “Nem tudo funciona sempre, mas tenham a certeza que vamos lutar para fazer mais e melhor. E sei que vocês estão acompanhando esta jornada junto comigo, com muita transparência, muita honestidade e humildade. Mais do que ser líder, prefiro que lembrem da Latam parafraseando um lema da Avis em seu tempo que sempre achei brilhante: We try harder! (Nós nos esforçamos mais, em tradução livre)”.

Reprodução/Facebook/Latam Airlines
COMERCIAL CELEBRA
“Conquistar esse resultado em um ano desafiador e de retomada dos voos engrandece ainda mais o trabalho de todos os funcionários da Latam. A liderança de mercado é consequência dos esforços de toda a companhia para recuperar e ampliar a malha aérea de forma consistente e eficiente no Brasil, para que mais pessoas possam voar”, comenta Diogo Elias, diretor de Vendas e Marketing da Latam Brasil.

Especificamente no mês de dezembro de 2021, quando retomou 95% da sua oferta doméstica de assentos (ASK**) no Brasil, a Latam alcançou 36% de participação doméstica (RPK) com uma taxa de ocupação de 83,1%.

Atualmente, a Latam já voa para mais destinos no Brasil do que antes da pandemia (são 49 hoje contra 44 em 2019). Isso foi possível porque, em 2021, a empresa inaugurou operações inéditas em Comandatuba (BA), Juazeiro do Norte (CE), Petrolina (PE), Jericoacoara (CE) e Vitória da Conquista (BA).

Agora, em janeiro de 2022, a Latam prevê recuperar até 107% da sua oferta doméstica de assentos (ASK) no Brasil, mas esse percentual depende do avanço da variante ômicron. Além disso, de fevereiro a março, a companhia vai retomar operações em Bauru (SP) e inaugurar operações inéditas em Presidente Prudente (SP), Juiz de Fora (MG), Cascavel (PR), Caxias do Sul (RS), Montes Verdes (MG) e Sinop (MT). Em paralelo, planeja iniciar em breve as vendas de passagens para Fernando de Noronha (PE) e estuda mais outros 10 destinos para inaugurar no Brasil.



 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA