Diretora da Latam explica estratégia da companhia para os canais de vendas

|

Gute Garbelotto
Aline Mafra respondeu a perguntas de Artur Luiz Andrade
Aline Mafra respondeu a perguntas de Artur Luiz Andrade
Aline Mafra, nova diretora de Vendas e Marketing da Latam Airlines Brasil, foi apresentada ao grande público do Turismo no Fórum PANROTAS 2022 e explicou sobre a "gestão Aline Mafra". De acordo com a executiva, o momento do departamento de Vendas da Latam é muito bom e não requer grandes revoluções, mas ela se mantém atenta aos movimentos da indústria que podem solicitar mudanças internas com foco no cliente.

“A gestão Aline Mafra não provoca grandes mudanças. O time de Vendas é muito sólido (e já sofreu ajustes desde sua promoção), ele tem processos, ele tem uma estrutura de atendimento muito boa, de face to face muito forte, embasamento estratégico. Então, estamos em um momento muito bom que não precisa de grandes revoluções. O que existe é um movimento na indústria que é provocativo. Por exemplo, hoje, os canais não são tão bem segmentados como é a nossa estratégia, como era há alguns anos atrás. Hoje, uma agência tem dez tipos de perfis e vendas. Então isso pode ser que provoque alguma mudança dentro da nossa estrutura, da nossa gestão, mas sempre com foco no cliente e em garantir uma gestão sustentável. Isso vem acima de tudo”, explicou

Gute Garbelotto
Artur Luiz Andrade, Aline Mafra e Jerome Cadier
Artur Luiz Andrade, Aline Mafra e Jerome Cadier
VENDA VIA AGÊNCIAS
Sobre a importância das agências de viagens, Aline afirmou que “não é falta de opção um passageiro procurar um agente de viagens, é um valor que ele enxerga no agente de viagens. Ele tem outra opção, mas escolhe fazer uma compra com o agente. E o canal indireto da Latam, que está vinculado com toda essa venda do agente de viagens, é muito forte. O time do canal indireto é 20 vezes maior do que a equipe do canal direto”.

A nova diretora ainda abordou a multicanalidade da Latam. “Sobre canais, a Latam distribui seu sinal direto em cima de alguns pré-requisitos de garantia, de volume de vendas, mas também permite que as agências redistribuam esse sinal. Então, as consolidadoras fazem isso muito bem, algumas (agências) corporativas, as OTAs são um espelho do nosso site, mas na verdade não é tão mais segmento assim. As coisas estão bem misturadas dentro de cada guarda-chuva”, concluiu.

A Latam, segundo a diretora, está investindo em mais tecnologias para que o agente de viagens tenha autonomia para resolver problemas. Aline Mafra também anunciou a volta de algumas operações internacionais: Fortaleza-Miami, Porto Alegre-Lima e São Paulo-Roma, além de mais destinos domésticos: Montes Claros, Cascavel, Juiz de Fora e Caxias do Sul. Todas as rotas previstas para julho/22.
Esta empresa apoia o Fórum PANROTAS 2022
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA