Plano de reorganização da Latam é aprovado em assembleia de acionistas

|


Divulgação/Latam
Roberto Alvo,  CEO do Grupo Latam Airlines
Roberto Alvo, CEO do Grupo Latam Airlines
Depois de Assembleia Geral Extraordinária de Acionistas realizada hoje (6) a Latam aprovou as matérias do Plano de Reorganização da companhia. Com um quórum de 82,32%, a nova estrutura de capital contou com o voto favorável de 99,82% das ações presentes, o que, por sua vez, representam 82,17% da totalidade das ações com direito a voto na Latam.

A aprovação permitirá que o grupo finalize nos próximos meses a reorganização contemplada no plano. Esta aprovação representa, segundo a liderança da empresa, um passo fundamental para a companhia emergir com sucesso do processo de Chapter 11 durante o último trimestre deste ano. Antes de chegar ao grupo de acionistas, o processo de reorganização foi aprovado no mês passado pelo tribunal dos Estados Unidos.

“Com a aprovação dos nossos acionistas, demos um passo muito importante em nosso processo de reorganização. O plano já foi confirmado pelo juiz no mês passado, teve mais de 90% de apoio dos credores e hoje foi aprovado por 82% do total de ações. Esse amplo apoio demonstra a robustez do plano que apresentamos e o grau de confiança no futuro do Grupo”, afirma o CEO do Grupo Latam Airlines, Roberto Alvo.

Os acionistas concordaram em emitir três classes de títulos conversíveis e um aumento de capital de aproximadamente US$ 10,3 bilhões. Esse aumento será implementado por meio da emissão de novas ações de pagamento [aos credores] no valor de US$ 800 milhões e da emissão de ações destinadas a apoiar a conversão dos títulos conversíveis mencionados acima em ações da Latam, por aproximadamente US$ 9,5 bilhões. Os acionistas também concordaram com algumas alterações estatutárias para implementar o acima exposto, bem como outras previstas no plano.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA