NOVAS ROTAS

Norwegian é aprovada pela Anac e voará ao Brasil

Divulgação

O mercado aéreo das low costs internacionais entrará oficialmente no Brasil. A Norwegian Air, uma das maiores companhias de baixo custo da Europa, recebeu a aprovação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar em território nacional com serviço de transporte internacional regular de passageiro, carga e mala postal.

A decisão, que foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) ontem (7), aprova mais especificamente as operações regulares da Norwegian Air UK Limited, subsidiária da aérea norueguesa baseada no Reino Unido. Isso reforça a suspeita de que um dos primeiros voos da companhia para o País partirá da capital britânica, Londres, interesse revelado já no início deste ano pelo CEO da companhia, Bjørn Kjos.

Vale destacar a agilidade do processo: a solicitação foi realizada na última sexta-feira de julho (27) junto à Anac e aprovada menos de duas semanas depois pelo órgão, em um processo que costuma levar, em média, 120 dias para ser realizado.

A Anac ressalta que os voos Brasil-Europa operados pela Nowegian não terão nenhuma relação com a subsidiária Norwegian Air Argentina, sendo operadas exclusivamente pela sede europeia.

ÚLTIMOS TRÂMITES
Antes de iniciar os voos para o Brasil, porém, a Norwegian ainda precisa entregar uma última documentação para a Anac, prevista no artigo 212 da Lei nº 7.565 do Código Brasileiro de Aeronáutica, para só então iniciar em caráter definitivo os serviços aéreos internacionais no País.

Isso inclui os planos operacional e técnico, as tarifas que pretende aplicar entre pontos de escala no Brasil e as demais escalas de seu serviço no exterior, e ainda os horários em que pretende atuar no País.

FORTALEZA-LONDRES
De acordo com o secretário de Turismo do Ceará, Arialdo Pinho, a Norwegian já tem uma cidade brasileira confirmada em seus interesses: Fortaleza. Procurado pela PANROTAS no final de julho, Pinho revelou que a possível rota entre a capital cearense e Londres tem sido estudada há cerca de dois meses.

Ainda segundo o secretário, São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro seriam outras cidades pretendidas pela Norwegian no Brasil.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora