NOVAS ROTAS

Brasil e Austrália debatem voo direto a partir de 2020

O presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, e o embaixador da Austrália no Brasil, Timothy Kane, se reuniram em Brasília durante a última semana para tratar da implantação de um voo direto entre os dois países. O encontro foi realizado logo após a entrada em vigor da isenção de visto para turistas australianos.

De acordo com o órgão do Ministério do Turismo, o embaixador australiano indicou que o Estado de Victoria, no sudeste do país, tem interesse e recursos para iniciar uma rota entre as cidades de Melbourne e São Paulo a partir do primeiro trimestre de 2020. Teoricamente, Latam e Qantas seriam as companhias aéreas mais prováveis para tal operação.

goodfreephotos
Melbourne é a cidade mais populosa e o maior centro econômico do país
Melbourne é a cidade mais populosa e o maior centro econômico do país
“Este voo será mais uma ferramenta para ampliar nossa conexão aérea, além de facilitar a ligação com outros países, como Nova Zelândia, Papua Nova Guiné, Malásia, Cingapura, Tailândia e China. De Xangai e Pequim, os chineses poderão chegar ao Brasil com apenas uma conexão”, avaliou Gilson Neto, ressaltando que apenas cerca de 60 mil dos 150 milhões de turistas chineses do último ano seguiram para o Brasil.

Segundo a Embratur, o embaixador da Austrália citou o exemplo da rota direta entre Santiago e Melbourne para reforçar o plano de introdução de um voo sem escalas entre São Paulo e a cidade mais populosa do país oceânico. De acordo com ele, a operação colaborou com um acréscimo de 135 mil turistas em destinos chilenos ao longo do último ano.

Atualmente, a Austrália é o 21º maior emissor de turistas para o Brasil. Em 2018, cerca de 42 mil australianos desembarcaram em terras brasileiras, representando um aumento de 24% em comparação com o ano anterior.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora