Abracorp acumula dados negativos e propõe campanha pelo Brasil

|

Dados da Abracorp continuam mostrando quedas acentuadas na movimentação de viagens corporativas no País: março (-54,2%), abril (-91,9%) e maio (-91,4%) são o extremo oposto dos mesmos meses no ano passado. Enquanto o segundo trimestre de 2019 registrava crescimento total de 18% nas vendas, com o destaque para o aumento no consumo de passagens aéreas nacionais (38,6%), sob os efeitos gerados pelo novo coronavírus, em maio as vendas para voos nacionais despencaram: -95,7%. O menor nível de retração das vendas se deu no segmento da locação nacional de automóveis (-41,7%).

“Essa pode ser mais uma sinalização de que a retomada da demanda, incluindo as viagens corporativas, tende a ter início a partir do fortalecimento do mercado doméstico, como prevê a OMT”, pondera o presidente executivo da Associação Brasileira de Viagens Corporativas, Gervasio Tanabe.
Divulgação
SUPERA TURISMO

Diante desse cenário, a Abracorp é uma das entidades engajadas no Movimento Supera Turismo Brasil, que destaca a importância da atividade como vetor estratégico para prover desenvolvimento sustentável do País.

“Várias boas iniciativas foram realizadas, em diferentes governos, mas nunca foi implementado um modelo de desenvolvimento sustentável na transformação da qualificada matéria-prima turística nacional”, ressalta o presidente do Conselho de Administração da Abracorp e cofundador do Movimento Supera Turismo Brasil, Carlos Prado.

Para a Abracorp e o Movimento Supera Turismo, o cenário favorece a realização de campanhas educativas voltadas à valorização dos atrativos turísticos nacionais e ao aumento da percepção sobre a importância do setor como fato econômico, de extraordinária relevância social.

“Todos estamos com o Brasil na palma da mão. Com autoestima podemos nos unir e transformar a brasilidade em produto turístico, alinhados aos propósitos do Movimento Supera Turismo Brasil”, finaliza Prado.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA