ENTRETENIMENTO

Nova York celebrará o Ano do Orgulho LGBTQ; confira a agenda


Divulgação/ NYC & Company
Destino norte-americano abre espaço para a diversidade
Destino norte-americano abre espaço para a diversidade
Entre os dias 25 e 30 de junho, Nova York sediará a World Pride, maior evento global da comunidade LGBTQ, que será realizado pela primeira vez nos Estados Unidos. A celebração deve atrair cerca de quatro milhões de visitantes e vai coincidir com o 50º aniversário da revolta de Stonewall, a manifestação histórica dos frequentadores do pub gay de mesmo nome, em resposta a uma invasão policial.

Vale lembrar que o destino receberá outros eventos importantes para a indústria de viagens como a convenção global da International Gay & Lesbian Travel Association (IGLTA) e a Proud Experiences, que tem mais de 90 expositores confirmados.

LEIA TAMBÉM:
Portugal, Suécia e Canadá lideram destinos LGBT; Brasil cai
Conheça Marais, o bairro mais LGBT de Paris

“Elegemos 2019 como o Ano do Orgulho não apenas para celebrar a World Pride e os 50 anos de Stonewall, mas também para reconhecer o espírito vibrante da comunidade LGBTQ de Nova York", explica o presidente e CEO da NYC & Company, Fred Dixon. "Além dos eventos que acontecerão em junho, a cidade estará repleta de atividades culturais ao longo de todo o ano.”

Veja a lista de eventos e atividades em destaque:

Andy Warhol - From A To B And Back Again
Até 31 de março, no Whitney Museum of American Art, trata-se da maior retrospectiva do trabalho do artista já realizada por uma instituição americana desde os anos 80.

Love & Resistance: Stonewall 50
Até 14 de julho na New York Public Library, no Bryant Park, a exposição de fotografias, coletadas pelos jornalistas Tobin Lahusen e Diana Davies, explicará o surgimento do movimento LGBTQ durante os anos 60 e 70.

Implicit Tensions: Mapplethorpe Now
Até 5 de janeiro de 2020, no Solomon R. Guggenheim Museum. Uma retrospectiva das colagens e fotografias de Robert Mapplethorpe, bem como trabalhos de artistas contemporâneos que fazem referência a sua obra.

On the (Queer) Waterfront
Acontece até 4 de agosto na Brooklyn Historical Society, do Brooklyn. Detalhes sobre as comunidades LGBTQ que prosperaram no Brooklyn nos anos 1800 e durante a Segunda Guerra Mundial, destacando o que mudou e o que foi mantido nas ideias e experiências da sexualidade.

Lincoln Kirstein's Modern
No Museum of Modern Art & PS1, em Manhattan e Queens, até 15 de junho, a exposição destaca a influência de Kirstein e sua posição na comunidade de artistas queer da cidade. São reunidas cerca de 300 obras de arte raras, juntamente com materiais retirados dos arquivos do museu.

Art After Stonewall, 1969 a 1989
De 24 de abril a 20 de julho, na Grey Art Gallery da NYU e no Leslie-Lohman Museum, em Manhattan. Trata-se de uma amostra com mais de 150 obras de artistas queer que revelam o impacto dos movimentos para a defesa dos direitos LGBTQ no mundo da arte.

Camp: Notes on Fashion
De 9 de maio a 8 de setembro, no The Met Fifth Avenue, em Manhattan. A exposição do Costume Institute é inspirada no ensaio de 1964 da escritora Susan Sontag, Notes on Camp. É composta por quase 200 objetos, incluindo moda feminina e masculina, bem como esculturas, pinturas e desenhos que datam do século 17 até o presente.

Stonewall 50 Exhibitions
De 24 de maio a 22 de setembro, no New-York Historical Society, em Manhattan. A exposição vai mostrar a história dos bares LGBTQ, clubes e vida noturna em Nova York durante a segunda metade do século 20, além das lésbicas depois de Stonewall. Apresentará imagens de cinco décadas de paradas NYC Pride.

Exposição Pride
De 6 de junho até novembro, no Museum of the City of New York, Manhattan. A cidade através das lentes do fotógrafo Fred W. McDarrah, com imagens das batidas dos anos 1950 à contracultura dos anos 60 e da revolta de Stonewall aos principais eventos políticos do início dos anos 1970.

Staten Island Pride Fest
De 10 a 19 de maio, o evento vai comemorar 15 anos com uma semana inteira de atividades, incluindo uma corrida de cinco quilômetros. A Pride Fest termina com um festival vespertino no Snug Harbor Cultural Center & Botanical Garden, com música ao vivo, drag performers e food trucks.

Harlem Pride
De 31 de maio a 29 de junho comemora o seu décimo ano. O Harlem Pride terá performances, discussões e cerimônias em locais emblemáticos, incluindo o Apollo Theater.

Queens Pride
Em 2 de junho, o mês do Orgulho LGBTQ começa no coração do Queens com este desfile anual pela 37th Avenue em Jackson Heights, seguido por um festival pelas ruas do bairro. Haverá música, performances e atrações culinárias da gastronomia local.

Brooklyn Twilight Pride Parade
Em 8 de junho, o Brooklyn vai deixar a sua marca em uma parada pouco tradicional, que começa ao anoitecer pelas ruas de Park Slope. Antes da marcha haverá uma feira com venda de comida e artesanato.

1 Bronx Festival
Em 23 de junho, a parada será realizada antes do 1 Bronx Festival, evento anual que promove a inclusão e o diálogo. As atividades celebram a diversidade da comunidade do Bronx.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA