Natal Luz, de Gramado, não exigirá mais passaporte de vacina

|

Cleiton Thiele
Natal Luz, de Gramado, não exigirá mais passaporte de vacina
Natal Luz, de Gramado, não exigirá mais passaporte de vacina
A flexibilização dos protocolos sanitários por parte do Governo do Estado do Rio Grande do Sul está permitindo que os espetáculos do 36° Natal Luz, em Gramado, tenham ampliada a sua capacidade máxima de público para 70% a partir da 0h deste sábado (19). Outra medida é a não obrigatoriedade da exigência do comprovante de vacinação contra a covid-19 para ingresso nos shows.

Isso está sendo possível porque, neste momento, Gramado atingiu 92% da sua população vacinada com duas doses ou dose única. No entendimento do Gabinete de Crise do Estado, 90% de vacinados representa maior segurança quanto ao risco de contágio. No entanto, o uso de máscara e de álcool em gel continua sendo exigido.

Para o diretor de eventos da Gramadotur, Diego Scariot, esta flexibilização já está repercutindo na procura por ingressos. Ele lembrou que a obrigatoriedade da apresentação do passaporte vacinal passou a vigorar dez dias antes do evento começar, motivando alguns cancelamentos de compras de bilhetes. Desde o anúncio do fim da obrigatoriedade, alguns cancelamentos têm sido revertidos.

Scariot citou que essa flexibilização deve repercutir ainda na ocupação dos espaços dos eventos, que até agora estava limitado a 30% da capacidade. “Estamos felizes em poder retomar com segurança este evento natalino”, diz.

A medida já começa valer para os espetáculos deste final de semana.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA