Disney World inaugura Rise of the Resistance, nova aventura Star Wars

|


Disney/Divulgação
O hangar com mais de 50 stormtroopers e várias espaçonaves é um dos cenários mais impressionantes e antecede a parte final da atração
O hangar com mais de 50 stormtroopers e várias espaçonaves é um dos cenários mais impressionantes e antecede a parte final da atração

ORLANDO (FL) – Em primeiro lugar, é bom deixar o mimimi de lado: “ai, eu não sou fã de Star Wars”, “poxa, só vi os filmes antigos”, “nossa, nem sei os nomes dos personagens”, “será que vou gostar desse negócio de Guerra nas Estrelas?”. Sim, você vai adorar e querer ir de novo, de novo, de novo, de novo.

Alguém realmente acha que a saga que criou os chamados filmes blockbusters (junto com alguns sucessos de Spielberg) e que revolucionou os efeitos especiais no cinema, ao ser administrada pela marca que é sinônimo de entretenimento para as famílias no mundo faria algo somente para fãs e entendidos no mundo dos Skywalkers, sem atrair todo tipo de fã de tecnologia, aventura, parques temáticos e histórias bem contadas?

Star Wars: Galaxy’s Edge, área dedicada à saga de Guerra nas Estrelas no Disney’s Hollywood Studios, na Flórida, está completa com a chegada da segunda atração (e que atração) Rise of the Resistance (o levante ou ascensão da Resistência em tradução livre) e satisfaz sim os fãs (alguns vão mesmo às lágrimas), levando-os de volta ao mundo de Star Wars e aos parques temáticos, mas também diverte visitantes de todas as idades.

A área foi inaugurada em agosto passado (depois da Disneyland, na Califórnia, que só recebe a segunda atração em janeiro) e conta, além da Millennium Falcon: Smugglers Run, que permite que se pilote a icônica nave de Han Solo e Chewbacca, com experiências pagas à parte (como as de montar e comprar seu droid ou seu sabre de luz – falaremos delas em outro post), comidas e bebidas de outras galáxias (a Coca-Cola fez bebidas em garrafinhas exclusivas, só vendidas dentro da área de Star Wars) e uma cenografia de cair o queixo, incluindo a própria Millennium Falcon, em tamanho real.

Também há aparições de personagens, performances ao vivo e lojinhas super exclusivas, com itens para crianças de todas as idades. Fãs ou não da saga Star Wars.
Vamos então a Star Wars: Rise of the Resistance (leia mais sobre Galaxy’s Edge clicando aqui e também aqui).


ATRAÇÃO DIFERENTE DE TUDO

Com cerca de 20 minutos de duração e em várias etapas, a atração revoluciona ao criar um percurso com diversos entretenimentos (até uma viagem em uma nave, quando o grupo é capturado), que culmina com cerca de cinco minutos em um mega cenário de filme, que inclui objetos em tamanho real, tecnologia impressionante nos carrinhos e projeção e a presença de diversos personagens, como Kylo Ren, Finn, Poe Dameron, BB8 e Rey.

Ao passar de uma etapa para outra, o visitante vai cumprindo partes da história, sem ficar parado dando passinhos em uma fila. Ao chegar na parte final, é surpreendido por algo que nunca viu, misturado com aperfeiçoamento de tecnologia que pode ter experimentado por aí. Se conhece os personagens ou a saga Star Wars faz a diferença? Sim, para quem é fã, e não para quem não é, pois não é necessário saber nomes e sim que os vilões da Primeira Ordem precisam ser combatidos pela Resistência.


Disney/Divulgação
Como não se sentir minúsculo e cheio de adrenalina ao passar por baixo das pernas metálicas das AT-AT?
Como não se sentir minúsculo e cheio de adrenalina ao passar por baixo das pernas metálicas das AT-AT?
MOMENTOS WOW

Dois cenários são impactantes e deixam os visitantes impressionados. Na primeira, ao saírem da primeira nave para serem interrogados, os participantes são jogados em um cenário gigantesco, um hangar, como nos filmes, com mais de 50 stormtroopers (aqueles soldados de branco, com armas letais nas mãos), uma réplica do carrinho em que vão andar na parte final da atração e algumas espaçonaves icônicas de Star Wars, tudo isso com um fundo escuro que simula o infinito do universo e suas milhares de estrelas e planetas. Simplesmente deslumbrante.

Não dá vontade de sair dali, mas os funcionários precisam fazer o fluxo seguir, portanto, seja rápido, a não ser que as filas estejam mais demoradas (e estarão nesse período de abertura).

Na segunda cena, já na parte final, o carrinho desliza com suavidade e dá rodopios entre cenários e personagens. Até que entramos em uma sala repleta das gigantescas máquinas de guerra AT-AT, que apareceram pela primeira vez no cinema em O Império Contra Ataca, na década de 1980. São máquinas enormes e parecemos formigas perto delas. O maravilhamento é inevitável, mesmo que você não saiba do que se trata, ok Star Wars hater? É incrível o que a Disney fez em termos de cenografia com essa atração.

Ao final, são tantos detalhes, ângulos, personagens e referências, que não tem jeito: queremos ir de novo, de novo, de novo, de novo.

Clique aqui e veja 60 fotos somente da atração
Hotel de Star Wars será como cruzeiro; entenda

Disney/Divulgação
Kylo Ren, por que está bravo?
Kylo Ren, por que está bravo?

FICHA TÉCNICA

A HISTÓRIA: Há todo um contexto e detalhamento para os fãs e para quem gosta de entender melhor o que se passa. Apesar dos personagens conhecidos, a história se passa em Batuu, um entreposto comercial bem distante de onde se passam os filmes da saga. E como dissemos, o que importa é que a Resistência precisa vencer os vilões da Primeira Ordem, representados por Kylo Ren, os stormtroppers e o General Hux.

QUANDO ABRE: Amanhã, dia 5, no Disney’s Hollywood Studios, e dia 17 de janeiro na Disneyland, em Anaheim, Califórnia.

ACESSO: Há várias entradas para Galaxy’s Edge, mas a mais próxima de Rise of the Resistance é a que começa perto da atração dos Muppets. Atravessa-se um pequeno túnel e chega-se em Batuu, bem na entrada de Rise of the Resistance.

ETAPA 1: Os candidatos a heróis são recepcionados por BB8, o droid da última leva de filmes, e uma evolução do clássico R2-D2, e por Rey, a heroína que descobriremos seu destino e missão a partir de 19 de dezembro, quando A Ascensão Skywalker estreia nos cinemas, encerrando a saga de nove filmes e dois spin-offs.

ETAPA 2: Os visitantes seguem para uma aeronave de transporte (I-TS), e ficam em pé, acompanhando a movimentação bem sutil e as cenas de batalha. Ao final, todos são capturados por um Star Destroyer. Novamente vale ressaltar que ao passarmos de uma etapa para a outra, estamos na verdade seguindo na fila, assistindo a pré-shows, mas de uma forma nova, criativa, imersiva e bem menos cansativa.

ETAPA 3: Depois de serem capturados, os visitantes deixam a nave e seguem para o cenário do hangar, com mais de 50 stormtroopers, a maioria enfileirada bem a nossa frente. Um deslumbre. Olhe para todos os lados. Para cima, para os cantos, para os detalhes.

ETAPA 4: Rumo ao interrogatório, há uma espera para que se entre na atração final, em um cenário que rende muitas selfies e fotos, pois estamos em túneis cheios de luzes e design futurista.


Disney/Divulgação

ETAPA 5
: O que seria a atração em si é a parte final de uma experiência incrível. Kylo Ren e o General Hux perseguem os participantes desde um pequeno pré-show até o percurso por um dos maiores cenários construídos pela Disney em uma atração. Há muitos efeitos especiais, como Kylo Ren atraindo os carrinhos, ou nas projeções perfeitas, que incluem até as sombras dos personagens sobre os cenários. Também há um efeito novo, que simula uma queda em pleno espaço. Os carrinhos deslizam sobre um chão liso e escuro, sem trilhos, mais uma inovação no mundo Disney.

Além das projeções, há versões animatrônicas (bonecos robóticos, com movimentos e som), dubladas pelos atores originais dos filmes: Daisy Ridley (Rey), Adam Driver (Kylo Ren), John Boyega (Finn), Oscar Isaac (Poe Dameron) e Domhnall Gleeson (General Hux). Todos os efeitos e a história foram desenhados pela Disney em parceria com a Lucasfilm (que hoje pertence ao império de Walt Disney). A trilha sonora inclui acordes famosos do cinema e uma nova música composta por ninguém menos que John Williams, o autor do que ouvimos no cinema desde o primeiro filme, em 1977.


Disney/Divulgação
Mais um ângulo da cena do hangar de Star Wars: Rise of the Resistance. Visitantes fazem parte do cenário
Mais um ângulo da cena do hangar de Star Wars: Rise of the Resistance. Visitantes fazem parte do cenário

ELENCO DE APOIO
: Assim como todos os habitantes de Batuu não estão na Disney ou em Orlando, os guardas da Primeira Ordem, que recebem os visitantes e os levam para o interrogatório, não saem do personagem, e fazem cara de mau até na hora de tirar fotos.

ABERTURA FESTIVA: Hoje à noite haverá uma festa para a inauguração da última fase de Star Wars: Galaxy’s Edge e são esperadas algumas estrelas do filme, que também será destaque na CCXP (ComicCon), em São Paulo, no próximo final de semana. Scott Trowbridge, imagineering chefe e um dos criadores da área, estará também na CCXP e na segunda-feira, dia 9, fala em evento exclusivo ao trade, promovido pela Disney World e pela PANROTAS (as inscrições estão esgotadas, e ingressos só na lista de espera).

“Star Wars: Rise of the Resistance é aração mais ambiciosa, imersiva, avançada e repleta de ação que já criamos”, disse o chairman de Parques, Experiências e Produtos da Disney, Bob Chapek. “Jogamos fora o livro de regras quando desenhamos essa atração, para entregar storytelling experiencial em uma escala cinematográfica e massiva”. De acordo com o executivo, a atração inaugurada hoje para convidados estabelece “um novo padrão em relação ao que pode ser a experiência em um parque temático, assim como a própria área de Galaxy’s Edge”.

Reserve um dia inteiro para explorar Galaxy’s Edge em Walt Disney World, tire muitas fotos (e se puder compre o pacote Memory Maker, em que vídeos, fotos e vinhetas chegam automaticamente na conta do visitantes, além de ele poder tirar fotos com os profissionais da Disney e também acumular os momentos digitalmente), experimente as bebidas especiais, se possível construa um drone e um sabre de luz, visite de dia e de noite, converse com os “moradores” de Batuu e se ouvir algum mimimi sobre ser ou não ser fã de Star Wars, simplesmente pergunte se o “implicante” não quer embarcar com você em uma aventura de outra galáxia, com tecnologia nunca vista antes em parques temáticos e com muita história para contar por muitos e muitos anos.

O Portal PANROTAS viaja a convite da Disney Destinations, com proteção GTA
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA