Com nova diretora, Decolar reformula área comercial e segue contratando

|


Divulgação/Decolar
Patrícia Mandarino, nova diretora comercial da Decolar no Brasil
Patrícia Mandarino, nova diretora comercial da Decolar no Brasil

A Decolar está implementando uma nova estrutura comercial no Brasil e para isso contrata Patrícia Mandarino como diretora da área. De acordo com o grupo Despegar, a decisão segue seu ciclo de expansão no País, que é uma prioridade estratégica para a companhia argentina.

Patrícia foi contratada junto à Ifood, onde atuava como head of Operations, mas além da experiência na startup de delivery, a executiva também tem passagens por empresas do Turismo. Foi gerente sênior de Estratégia de Receita da hoteleira OYO, além de ter ocupado o mesmo cargo na Latam Airlines, onde atuou por mais de cinco anos. A Uber também faz parte de seu currículo.

“Estou muito feliz com este desafio de buscar novas oportunidades de negócios e garantir a rentabilidade dos nossos produtos", afirma a nova contratada.

Líderes da Despegar, como o próprio CEO Damian Scokin e a diretora de Sourcing Air Daniela Araújo já reforçaram o enfoque rigoroso que a empresa está dando no Brasil, e as próprias aquisições recentes da empresa, como a da ViajaNet e da fintech Koin são demonstrativos disso.

Agora, a nova diretora comercial também pondera sobre o tema. "A Decolar segue em ritmo acelerado com o foco no Brasil, projeto que inclui expansão da companhia no País, que é o principal mercado para a empresa”, afirma Patrícia Mandarino, formada em Administração pela Fundação Getulio Vargas (FGV) e tem uma pós-graduação em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM).

NOVAS VAGAS SE ABREM NA DECOLAR

Com a criação da área Comercial, a Decolar anuncia abertura de vagas para o departamento. As oportunidades são para os cargos de gerente e de analista para atuação em modelo híbrido, e incluem posições para pessoas com deficiência. Os interessados encontram todos os requisitos diretamente no Linkedin da companhia.

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA