AGÊNCIAS DE VIAGENS

Em crescimento, Amaze promove capacitação de novos monitores

Com crescimento médio de 40% ao ano desde 2016, a Amaze Travel segue sua expansão pelo Brasil, tanto no número de franquias como no de profissionais para sua equipe. Em busca de novos monitores, guias e educadores qualificados, a empresa do Grupo CI está com inscrições abertas para o Top Guide, seu programa de treinamento especializado, até 10 de maio.

De acordo com o CEO da agência de viagens especializada em grupos do ensino fundamental e médio, Lucas Garcia, a ideia é profissionalizar cada vez mais tal mercado de trabalho, uma vez que, muitas vezes, a profissão é encarada apenas como uma opção de renda temporária aliada à diversão.

Divulgação/Amaze
Lucas Garcia, CEO da Amaze Travel e responsável pelo Top Guide
Lucas Garcia, CEO da Amaze Travel e responsável pelo Top Guide
“Registramos um crescimento bastante significativo nos últimos anos e sentimos a necessidade de acompanhar tais números com novos profissionais capacitados para a missão de conduzir grupos de jovens em viagens nacionais e internacionais. Queremos quebrar a percepção que tal tipo de trabalho é só um frila (algo temporário). É um trabalho sério e passaremos a contratar apenas aqueles que passarem pelos nossos cursos”, disse Garcia.

“Durante dois dias de programação, desenvolveremos habilidades que vão além do perfil de um guia de Turismo padrão, focando em questões como trabalho em equipe, liderança, postura profissional, organização, planejamento e recreação, além de técnicas para falar em público e noções sobre primeiros socorros e o funcionamento do mercado como um todo. É preciso saber lidar com crianças de dez anos até adolescentes de 17”, continuou.

Neste ano, o Top Guide da Amaze Travel será realizado nos dias 25 e 26 de maio, no Acampamento Aruanã, em Embu-Guaçu (SP), cerca de 40 quilômetros distante da capital do Estado. Segundo Lucas Garcia, apesar de mais de 90% do quadro de monitores ser composto por pessoas entre 25 e 30 anos, há espaço para outras faixas etárias no treinamento.

“Buscamos tanto pessoas mais agitadas, extrovertidas, como outras mais experientes para determinadas funções. Nosso produto é muito humano. Temos ciência de que passagens aéreas e hospedagens, por exemplo, fazem parte de uma estrutura básica que qualquer agência pode oferecer, mas entendemos que o lado humano faz a diferença. Temos que ter profissionais capazes de tornar as viagens divertidas e inesquecíveis, sendo ao mesmo tempo seguros para lidar com eventuais problemas”, contou o executivo.

Atualmente, o Grupo CI embarca mais de 85 mil pessoas por ano, com uma equipe que envolve cerca de mil monitores. No caso das viagens promovidas pela Amaze, que têm destinos como Porto Seguro (BA), Florianópolis e Cancún (México), como destaques, a proporção média é de um profissional para cada 12 viajantes.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA

As mais lidas agora