MICE

"Destinos não sabem diferenciar grupos de incentivo e lazer"


Filip Calixto
Camila Amin (Abrahy), Eliane Taunay (The Collection Destinations), Denise Amado (Discover Eventos e Viagens de Incentivo), Alysson Guedes (coordenador de viagens de incentivo) e Eduardo Murad (Alagev)
Camila Amin (Abrahy), Eliane Taunay (The Collection Destinations), Denise Amado (Discover Eventos e Viagens de Incentivo), Alysson Guedes (coordenador de viagens de incentivo) e Eduardo Murad (Alagev)
Promover viagens de incentivo no Brasil é a escolha de muitas empresas, mas não é tarefa fácil, considerando que há locais no País que não estão preparados para receber este tipo de viagem.

“Há destinos que ainda não sabem diferenciar um grupo de incentivo de um de lazer, o que mostra essa falta de preparo. É preciso investir em capacitações para que os destinos estejam preparados de forma adequada aos grupos de incentivo e suas peculiaridades”, ressalta a sócia diretora da Discover Eventos e Viagens de Incentivo, Denise Amado.

Outro problema ainda visto neste aspecto é a ganância de alguns destinos ao receberem grupos de incentivo. “O Brasil perde muitas oportunidades porque é muito ganancioso quando vê um grupo interessante de incentivo. Isso pode ser notado pelos preços altíssimos cobrados na locação de espaços e reservas, quando comparados com os preços cobrados em mercados vizinhos na América Latina”, comenta a diretora da The Collection Destinations, Eliane Taunay.

Já a gerente executiva de Marketing e Eventos na Abrahy, Camila Amin, pontua que ainda falta criatividade nas viagens de incentivo. “Criatividade é sinônimo de exclusividade, e antes de organizarem uma viagem de incentivo, agências, DMCs e destinos devem trabalhar juntos para descobrirem as preferências dos participantes da viagem. Recebê-los com a música que gostam ou com aromas que apreciam é um exemplo de como isso pode ser feito”, comenta Camila.

Mediado pelo diretor executivo da Alagev, Eduardo Murad, o debate foi realizado hoje em painel promovido pela Alagev durante a WTM.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA