Agentes reavaliam vida profissional pós home office

|

Divulgação
Em um webcast do portal Travel Weekly, agentes de viagens do Reino Unido disseram que a mudança para o trabalho remoto os forçou a repensar a maneira de trabalhar e o equilíbrio entre vida profissional e pessoal. No futuro, eles afirmaram que podem trabalhar com menos horas e viajar menos para os eventos, enquanto usam mais a tecnologia, como compromissos com clientes de vídeo, para economizar tempo e dinheiro.

O diretor-gerente da Triangle Travel, Rob Kenton, disse que "o equilíbrio entre vida profissional e pessoal é importante, pois todos nós provavelmente trabalhamos 15 a 16 horas por dia, seis dias por semana. Parece que estamos perseguindo negócios o tempo todo, o que coloca uma enorme pressão sobre todos nós". Kenton disse que agora consideraria uma redução do horário de trabalho da equipe e usaria mais tecnologia para entrar em contato com os clientes. "Estamos visando condensar nosso horário de trabalho na loja a até cinco dias úteis por semana", completou.

O diretor-gerente do Travel Village Group, Phil Nuttall, opinou que os funcionários do setor de viagens sentem "pressão dos colegas" para participar de reuniões ou eventos de negócios, geralmente realizados em Londres, e que isso pode se tornar menos importante no futuro. "Eu não acho que você me verá no trem para Londres tantas vezes quanto antes. É um custo bastante alto para os negócios, especialmente quando você mora no norte da Inglaterra. Ficarei triste com isso, mas também reavaliei nossas vidas. Haverá muito mais uso de ferramentas como o Zoom por mim e todas as pessoas do norte usando coisas como o Zoom", afirmou.

Nuttall incentivou as operadoras de Turismo a repensar o tempo que seus representantes de vendas passam na estrada, quando havia muito espaço para que as reuniões fossem realizadas virtualmente. “Eu quero que as operadoras de turismo tenham uma visão maior disso. É importante usar uma parte dessa tecnologia para dar vida à indústria e envolver clientes e vendedores de uma maneira melhor do que antes. Você não precisa reservar locais e gastar dinheiro para fazer reuniões e conferências para os clientes. Há muita coisa que podemos mudar", completou.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA