MSC trabalha com 100% de ocupação do Seaview no Brasil | Cruzeiros | PANROTAS
CRUZEIROS

MSC trabalha com 100% de ocupação do Seaview no Brasil

“O Seaview é um navio que chama a atenção e muda paradigmas da indústria. As superfícies envidraçadas por todo o cruzeiro trazem um conceito novo, que, por onde você anda, sempre há um corredor externo ao lado, dando a possibilidade de ver o mar e a luz do sol”, afirma o diretor geral da MSC para Brasil, Adrian Ursilli.

Por ser um navio solar e construído para clima quentes, o Brasil é o destino perfeito para ele. Por isso, no dia 2 de dezembro, após fazer a travessia transatlântica, ele chegará em Salvador para, no dia 7 de dezembro, fazer seu primeiro cruzeiro da temporada brasileira, saindo do Porto de Santos.

Beatrice Teizen
Adrian Ursilli e Ignacio Palacios
Adrian Ursilli e Ignacio Palacios
“Será uma novidade interessante para o nosso mercado, pois além de ter essa visão e curtição do mar, que o brasileiro adora, ele tem grandes áreas externas para esse contato com a natureza, mas também ambientes incríveis em termos de entretenimento, como diversas áreas de bar e para festas. Vamos poder brincar muito com isso no Brasil.”

A MSC é uma companhia global, mas possui forte atuação local. Por isso, apesar de a embarcação ter toda a culinária internacional, quando ela chegar ao País, a empresa terá de servir e atender o público brasileiro, então, no cardápio não poderá faltar arroz e feijão, picadinho, estrogonofe e feijoada. Outros produtos de entretenimento, como bandas, também já estão sendo analisados com seis meses de antecedência para chegar em águas brasileiras.

Por ser uma grande novidade, as tarifas do Seaview estão 10% mais altas que dos outros navios. E, apesar de não divulgar números, a armadora está trabalhando com 100% de expectativa de ocupação (dupla) na temporada brasileira. “Há essa diferença tarifária, mas por ser um produto novo, tem um pouco mais de demanda”, diz o diretor comercial da MSC Cruzeiros, Ignacio Palacios.

Venda de cruzeiro exige uma consultoria e uma orientação e, como consequência disso, 95% das vendas da empresa são de agentes de viagens. “É por isso que investimos tanto em treinamento e capacitação destes profissionais. Ele sabe o melhor pacote para cada cliente e pode fechar o orçamento, com todos os detalhes planejados”, conta Ursilli.

NOVIDADES
Segundo o diretor geral, há alguns novos navios chegando para a frota da MSC. Um da classe Meraviglia, o Belissima, e outro da classe Meraviglia Plus, o Grandiosa, chegam já em 2019, enquanto dois Seaside Evo - evolução da classe Seaside - também estão nos planos. Por fim, a armadora prepara quatro novos navios da World Class, que devem comportar sete mil hóspedes e serem lançados como os maiores do mundo.

“Estou feliz com o restante da nossa oferta. Estamos colocando pela primeira vez o MSC Fantasia no Rio de Janeiro, que significa um crescimento de 40% na oferta do Porto Maravilha. Será o primeiro na classe Fantasia com o exclusivo Yacht Club. Temos itinerários para todos os gostos e leque de produtos para todos os públicos.”

A MSC abrirá também embarques em Itajaí, Santa Catarina. Com isso, a empresa passa a ter a maior oferta do mercado, com 70% de market share. Nesta próxima temporada, são 103 mil cabines e, na próxima, 105 mil.

O Portal PANROTAS viajou a convite da MSC Cruzeiros, com proteção GTA
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA