Royal Caribbean tem perdas de US$ 5,8 bilhões em 2020

|


Divulgação
Spectrum of the Seas, um dos navios da Royal Caribbean
Spectrum of the Seas, um dos navios da Royal Caribbean
O Grupo Royal Caribbean registrou uma perda líquida de US$ 5,8 bilhões no ano financeiro de 2020, devido à pandemia de covid-19, após ter encerrado o ano fiscal anterior com lucro líquido de US$ 1,9 bilhão.

A companhia, que recentemente vendeu a Azamara, mas continua operando as marcas Royal Caribbean International, Celebrity Cruises e Silversea, suspendeu seus cruzeiros em março, medida que segue efetiva pelo menos até abril deste ano.

No quarto trimestre as perdas ficaram em US$ 1,4 bilhão, ante US$ 273,1 milhões de lucro no último trimestre do ano fiscal de 2019.

"A pandemia de covid-19 está causando um dolorido e profundo impacto no nosso mundo e nos nossos negócios. Inquestionavelmente, essa é a maior crise da história da empresa", lamentou o diretor executivo do Grupo Royal Caribbean, Richard Fain. "Porém estamos impressionados e gratos pelos recursos e agilidade do nosso time em responder a esses desafios sem precedentes. Ainda mais importante é que mantemos a confiança na habilidade da nossa companhia em retornar à trajetória e ao desempenho de anteriormente."
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA