Assista na íntegra à live sobre a retomada das viagens na região Norte

|


Divulgação
O Check Point desta quinta-feira (16) reuniu quatro secretários de Turismo da região Norte para discutir a retomada no pós-pandemia: Amazonas, Amapá, Pará e Tocantins. Apesar de estarem relativamente próximos, a situação é um pouco diferente em alguns Estados.

No Amazonas, por exemplo, a expectativa é que o estado volte a receber turistas a partir de setembro. “A partir de setembro vamos voltar a receber o turista, porque esse é o período que se inicia a temporada de pesca esportiva”, disse a secretária de Turismo Roselene Medeiros.

O Estado, que sofreu com um grande números de casos da doença no início da pandemia, anunciou a retorno do transporte fluvial nesta quinta-feira (16), incluindo passeios turísticos, como o Encontro das Águas, em Manaus, e ida até hotéis de selva.

Já no Pará, apesar de ainda não estar aberto aos turistas de todo o País, a boa notícia é que a movimentação interna no já começou. "Nós já temos uma movimentação do Turismo interno, praticado pelos moradores do estado. As pessoas estão buscando nossas praias, os balneários, já que estamos no verão amazônico. Além disso, esperamos reabrir para o País a partir de setembro”, afirmou o secretário de Turismo do Pará, André Dias.

AMAPÁ E TOCANTINS
O Amapá, que entrou nesta quinta-feira (16) na fase laranja do plano de retomada da economia do estado, vai buscar trabalhar com mais foco no ecoturismo. “Somos banhado pelo rio Amazonas e temos muitas belezas naturais e esse será um dos nossos focos: a pesca, o mergulho, as comunidades quilombolas, entre outros”, disse a secretária Rosa Abdon.

O transporte fluvial de passageiros, um dos principais meios de locomoção, ainda não retornou. “A expectativa é que esse retorno aconteça em agosto”, afirmou Adbon. Agosto também é o mês que o Estado espera voltar a receber mais voos – atualmente, a malha aérea está reduzida.

Uma das principais atrações do Tocantins, o Parque Estadual do Jalapão ainda não tem dada para a reabertura. A expectativa é que o parque seja aberto apenas depois que os números de casos no Tocantins estiver controlado.

“Nós só vamos abrir o parque do Jalapão quando não tiver mais riscos nem para a população local nem para o turista”, disse a diretora de Projetos da Agência de Turismo do Tocantins, Maria Antônia Valadares.

O Check Point, uma parceria da PANROTAS com a Imaginadora, e apoio da R1, foi mediado pelo editor-chefe da PANROTAS, Artur Luiz Andrade.

Assista abaixo ao vídeo na íntegra:


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA