Rio terá Réveillon com shows espalhados pela cidade

|

Marluce Balbino
Crivella acredita que o formato é o ideal para controlar aglomerações
Crivella acredita que o formato é o ideal para controlar aglomerações
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Podemos), afirmou hoje (5) que o Réveillon terá shows distribuídos por diversos pontos da cidade, confirmando assim a tendência de descentralização da festa este ano. De acordo com ele, a intenção é diminuir aglomerações e assim evitar o contágio em massa da população pelo novo coronavírus.

Crivella elencou ainda alguns locais que devem receber as atrações: o Cristo Redentor, a Praia de Botafogo, praia da Barra da Tijuca e o Aterro do Flamengo. Segundo informou o prefeito, separar os eventos em grupos menores possibilita ter melhor controle das aglomerações. Assim, as duas milhões de pessoas de Copacabana teriam outras opções de festa e o distanciamento social e regras de saúde poderiam ser aplicadas.

Apesar de confirmar a intenção, a prefeitura não revelou maiores detalhes sobre as festas e informou que vai submeter a ideia a um debate com a Riotur, com o setor de hotéis e com o comitês científico da cidade. A pressão da hotelaria da cidade, que protestou contra um réveillon 100% virtual, foi determinante para que a prefeitura repensasse uma forma diferente de fazer a festa.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA