Worldpackers (SP) vence 1º Desafio de Inovação do MTur

|

Reprodução LinkedIn
Ricardo Lima, CEO do Worldpackers
Ricardo Lima, CEO do Worldpackers
Hoje (29), durante o terceiro dia do Abav Collab, o Ministério do Turismo (MTur) e o Wakalua Innovation Hub anunciaram o vencedor do 1º Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo: o Worldpackers (SP). Ao todo, o desafio contou com 790 inscrições de todo o Brasil e o projeto que incentiva o voluntariado durante as viagens foi quem mais se destacou entre o júri. Entre os mais de 20 jurados, estavam a presidente da Abav, Magda Nassar; o CEO da PANROTAS, José Guilherme Alcorta; o presidente do Conselho de Turismo da CNC e da FBHA, Alexandre Sampaio; entre outras pessoas influentes no setor turístico e de inovação do Brasil.

O Worldpackers é uma plataforma colaborativa que incentiva pessoas a viajarem colaborando e voluntariando através de planos de assinatura. Os assinantes têm a oportunidade de se hospedar em estabelecimentos parceiros e trocar suas habilidades por acomodação e refeição. Em média, os voluntários ajudam cerca de 24 horas semanais durante sua estada.

"Fiquei muito feliz com essa notícia maravilhosa. É uma grande iniciativa que vocês estão tendo. Faremos nosso melhor para representar o Brasil internacionalmente. Acreditamos que viajar é um direito universal, que transforma pessoas, enquanto elas transformam o mundo", afirmou o CEO do Worldpackers, Ricardo Lima. Os participantes foram julgados de acordo com seu impacto potencial, escalabilidade, perfil da equipe, modelo de negócios e sustentabilidade.

O vencedor ganhou a oportunidade de viajar a Madri, na Espanha, para expor seu modelo de negócios durante a Fitur 2021, uma das maiores feiras de Turismo globais. Já os outros nove finalistas garantiram a classificação para as semifinais da UNWTO SDGs Global Startup Competition, a copa do mundo do setor, e puderam apresentar seus projetos a líderes do Turismo durante a final da competição. Confira abaixo a descrição de cada projeto e saiba mais clicando em seus nomes.

b2bhotel (PR)

A startup foi criada com o intuito de entregar facilidades para a hotelaria. A b2bhotel pretende ajudar os hotéis com a demanda pela sua equipe. Antes da pandemia, a solução utilizada era o trabalho temporário, que trazia consigo riscos trabalhistas. A startup propõe minimização de riscos, redução dos custos fixos e apoio aos empregos no setor.

Eion Veículos Elétricos (PR)

A Eion é uma empresa de locação de automóveis ecológicos que cobre todas as etapas do processo. O seu principal produto é o Buggy Power, veículo 100% elétrico com capacidade para cinco pessoas, e a empresa oferece a instalação de ilhas para estacionar e carregar os veículos, além de um aplicativo chamado Buggy Sharing que servirá para toda a operação. A Eion ficou com o terceiro lugar no desafio.

Gear Ventures (SP)

A Gear Ventures é uma empresa com experiência no desenvolvimento e manutenção de tokens. A solução criada para o desafio foi o MoTur, experiência de pagamento e remessa mais eficiente, moderna e inclusiva através da digitalização de reais por meio de blockchains. A empresa propõe a mitigação de fraudes e a distribuição de ativos digitais.

iFriend (RJ)

O iFriend é uma plataforma que pretende conectar turistas de todo o mundo a moradores locais. O aplicativo gratuito proporciona ao turista conhecer um residente do destino que será seu guia local durante a viagem proporcionando uma experiência autêntica na visão de um local. O valor do tour é definido pelo próprio guia, chamado de iFriend.

Sentimonitor (RS)

O Sentimonitor é uma plataforma de pesquisa, insights, alertas e monitoramento que realiza um trabalho de curadoria em 1.200.000 sites, blogs e jornais para entregar tendências por meio do social listening.

Sisterwave (DF)

A plataforma é dedicada para mulheres que viajam sozinhas. A Sisterwave funciona como uma comunidade global de apoio mútuo entre mulheres através de uma plataforma em que elas podem se conectar e viajar com liberdade e menos medos. A plataforma oferece tours e cursos virtuais pré viagem, e também cria grupos para interação entre as participantes.

Smart Tour/Smart Tracking (SC)

A Smart Tracking é uma plataforma de rastreamento de contágio por covid-19 que não utiliza geolocalização ou bluetooth e respeita tanto a lei de proteção de dados quanto a liberadade individual. A identificação dos estabelecimentos e pessoas ocorre pela leitura de QR codes na entrada dos próprios estabelecimentos visitados.

Tripbike (SP)

A Tripbike é uma plataforma para conectar ciclistas "clientes" com ciclistas "experts" com o intuito de minimizar medos, riscos e acidentes. O seu diferencial é que a empresa oferece a todos usuários do aplicativo uma cobertura para acidentes enquanto pedalam.

Vivakey Techospitality (SP)

A Vivakey é uma startup de soluções integradas para o Turismo. A empresa propõe a integração entre sistemas para hotelaria, principalmente o pequeno hoteleiro, oferecendo um aplicativo para o check-in e fechadura inteligente, eliminando a necessidade de uma central de reservas e recepção. Assim, a startup pretende aumentar a produtividade do hotel e a distribuição de recursos. A Vivakey ficou com a segunda colocação no desafio.

A apresentação do vencedor contou com as participações do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio; o secretário do MTur, Daniel Nepomuceno; o diretor do Wakalua para o Brasil, Eduardo Lorea; o diretor geral do Wakalua Innovation Hub, Lisandro Menu-Marque; e a diretora de Inovação e Transformação Digital do Wakalua, Natalia Bayona.


 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA