Sisterwave vence o Desafio Turistech Brasil; veja o pódio

|


PANROTAS / Emerson Souza
Jussara Pellicano, da SisterWave
Jussara Pellicano, da SisterWave

A SisterWave foi a campeã do Desafio Turistech Brasil na categoria Startups (veja as dez finalistas). A plataforma que ajuda mulheres a viajarem sozinhas pelo mundo ficou em primeiro lugar, seguida pelo Pinguim App e pela Diaspora Black. O Desafio Turistech é uma iniciativa em parceria do Ministério do Turismo com o Wakalua Innovation Hub, com o apoio do Sebrae e do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

Eleita uma das Poderosas do Turismo PANROTAS ELO 2021, Jussara Pellicano, fundadora da SisterWave, ganha uma viagem a Madri, para a Fitur 2022, doze meses de associação ao Wakanda Innovation Hub, entre outros prêmios.

SISTERWAVE
Em fevereiro deste ano, a SisterWave já havia recebido da Organização Mundial do Turismo (OMT) o prêmio máximo da 3ª Competição Global de Startups da entidade na categoria de equidade de gênero.

A ferramenta é desenhada para mulheres que querem conhecer o mundo, conectando viajantes a moradoras de diferentes destinos.

Conheça em www.sisterwave.com

PINGUIM
Já o segundo colocado, Pinguim App, nasceu com a missão de identificar pessoas ideias para compartilhar viagens e experiências. A plataforma funciona conectando usuários a grupos, destinos e até a outras pessoas com o mesmo interessen, baseando a conexão no perfil e nas preferências de cada um.

A ferramenta atinge, sobretudo, viajantes de 25 a 40 anos, sendo que 70% dos usuários são mulheres. Trata-se de um app disponível para iOS e Android. Recentemente o Pinguim recebeu aporte de R$ 1 milhão.

Saiba mais no Instagram @PinguimApp

DIASPORA BLACK
A Diaspora Black nasceu com serviços semelhantes ao Airbnb, mas com o propósito de valorização da cultura negra e hoje conta com uma série de serviços turísticos que enaltecem o Turismo afrocentrado.

Trata-se de uma plataforma feita para criar pontes para que as pessoas conheçam a cultura negra e para oferecer melhores serviços a viajantes e turistas negros.

Saiba mais no diaspora.black
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA