Startup de gestão de eventos e cursos on-line arrecada R$ 1 milhão

|

Divulgação
Vitor Henrique Pereira, CEO da 4.events
Vitor Henrique Pereira, CEO da 4.events
A 4.events, plataforma on-line para gestão de eventos e cursos, concluiu a captação de R$ 1 milhão em investimentos por meio da CapTable, empresa especializada em investimentos em startups. A captação contou com 370 investidores que se interessaram pela proposta de automatização de tarefas em organizações de grandes eventos virtuais ou híbridos utilizando apenas uma ferramenta e pagando em reais.

Com a captação concluída, 80% dos recursos arrecadados serão destinados ao crescimento do time para que possa atender as demandas de um mercado de eventos e cursos on-line em franco crescimento. Os 20% restantes serão alocados para pesquisas e desenvolvimento de novas tecnologias. Desta vez, o foco será o mercado internacional.

“Entendemos que a melhoria constante e aperfeiçoamento do produto para que possamos oferecer ainda mais soluções inovadoras aos clientes é fundamental. Já atuamos neste mercado há sete anos, muito antes desse cenário da pandemia. Nossa experiência e esse aporte via CapTable são fatores que nos favorecem nessa nossa expansão para fora do Brasil”, afirmou o CEO da 4.events, Vitor Henrique Pereira.

A proposta da startup é resolver problemas do mercado de eventos on-line como pagamento, emissão de certificados e controlar a quantidade de pessoas. A 4.events se encarrega de resolver essas questões e entregar ao cliente um evento simplificado, fazendo com o que o promotor da ação se preocupe apenas em realizá-lo. A plataforma ainda conta com espaços especiais, como ferramenta para feira virtual, estandes, sala de patrocinadores e ambientes para networking.

A 4.events foi criada em 2014 e já atendeu 17.186 clientes, realizou 18.459 eventos que engajaram 775.278 pessoas e movimentaram mais de R$ 14 milhões em ingressos. Entre as empresas que já utilizaram os seus serviços estão o Ebanx, Exact Sales, UFSCar, USP, Sebrae e a ABStartups (Associação Brasileira das Startups).
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA