Aliança Latam-American continua dominando vendas Abracorp

|


Emerson Souza
Jerome Cadier, presidente da Latam Airlines Brasil
Jerome Cadier, presidente da Latam Airlines Brasil

Se no nacional a Latam Airlines Brasil fica em terceiro e segundo lugares (em vendas e número de bilhetes, respectivamente) no ranking de produção anual da Abracorp, no internacional a liderança da empresa presidida por Jerome Cadier é incontestável. Vendas de R$ 515 milhões, o que representa share de 17,7% e crescimento de 5,5% sobre 2017.

A segunda colocada está distante, com R$ 375 milhões em vendas e share de 12,9%, mas a boa notícia é que se trata de uma parceira da Latam, a American Airlines, que em 2019 deve começar seu joint business agreement com a companhia brasileira. As vendas da AA cresceram 5% em 2018.

Em número de bilhetes a Latam vendeu 142 mil bilhetes em 2018 para agências Abracorp (+27%) e a American 88,5 mil (estável com 2017). Diversas empresas apresentaram quedas em vendas, devido à crise econômica do País e muitas cresceram abaixo da média de 6,6%. Veja abaixo.


Marluce Balbino
Dilson Verçosa, diretor da American Airlines
Dilson Verçosa, diretor da American Airlines

Confira como o ranking se completa
:
Air France-KLM: 54,3 mil bilhetes (+2,2%), R$ 273,7 milhões em vendas (+6%) e share de 9,4%.
United Airlines: 42,4 mil bilhetes (+6,3%), R$ 256 milhões em vendas (+15,9%) e share de 8,8%.
Lufthansa/Swiss: 31,8 mil bilhetes (-1%), R$ 223 milhões em vendas (+6,6%) e share de 7,7%.
Delta Air Lines: 31,8 mil bilhetes (-9,5%), R$ 167,4 milhões em vendas (-4,2%) e share de 5,8%.
British/Iberia (também parceira de AA e Latam): 31,6 mil bilhetes (+7,1%), R$ R$ 147,1 milhões em vendas (+6,8%) e share de 5,1%.

E MAIS

Emirates: R$ 136,2 milhões (+10,2%)
Tap: R$ 112 milhões (-11,5%)
Copa Air Lines: R$ 84,6 milhões (-7,8%)
Avianca: R$ 69 milhões (+24,4%)
Aeromexico: R$ 60 milhões (-5,5%)
Gol: R$ 57 milhões (+20,2%)
Aerolíneas Argentinas: $ 48,4 milhões (+4,2%)

Demais empresas: R$ 286 milhões (+21%)
Alitalia: R$ 45 milhões (+34%)
Air Canada: R$ 38 milhões (+26,4%)
Azul: R$ 22 milhões (+7,6%)
SAA: R$ 17,8 milhões (+8,2%)
Qatar: R$ 14 milhões (+2,5%)
Air Europa: R$ 8,6 milhões (+17,5%)
Turkish: R$ 6 milhões: (+73,4%)
Qantas: R$ 3,1 milhões (-2,6%)
Ethiopian: R$ 2,2 milhões (+41,3%)
Air China: R$ 1,4 milhão (_21,6%)
Singapore: R$ 947 mil (-2,4%)
Korean: R$ 929 mil (+1,1%)
Taag: R$ 809 mil (-17%)
Boliviana: R$ 639 mil (+7,3%)
Etihad: R$ 203 mil (-17,9%)

TOTAL INTERNACIONAL: R$ 2,8 bilhões (+6,6%)
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA