Isenção de vistos também estimulará o Turismo corporativo

|


Com a isenção de vistos a quatro países encaminhada pelo governo brasileiro, o fluxo de turistas no Brasil aponta para uma tendência de crescimento. O esperado é que, com a eliminação de vistos a americanos, canadenses, japoneses e australianos em um período de dois anos, o número de visitantes aumente ainda neste ano. E, além do Turismo de lazer, o corporativo também deverá cresce.

Para o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz, a política é um forte inibidor da presença de estrangeiros no País. "Imagine um americano hoje que mora em Dallas. Para vir ao Brasil, ele tem que ir até o consulado brasileiro, em Nova York, submeter o pedido e pagar mais de US$ 100 por integrante da família. Por menos que isso, ele prefere ir para o Caribe", ressaltou Sanovicz. "No caso das empresas, o visto dificulta a vinda de viajantes por causa da burocracia e dos custos", acrescentou.

No ranking do continente, o Brasil é o quarto principal destino de turistas. Entre os países de origem dos visitantes, em 2015, os Estados Unidos, com 575 mil viajantes, ficaram atrás somente da Argentina, que mandou cerca de 2,1 milhões de pessoas ao Brasil. Na lista, o Japão também se destacou, com a presença de 70,1 mil visitantes.


*Fonte: Valor Econômico

 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA