Entre especialistas: como reagir à crise no Turismo

|

Shutterstock
Em momentos de retração e insegurança quanto ao futuro do Brasil, 2017 ainda é uma incógnita para os profissionais do Turismo, setor que acompanha fielmente o ritmo da economia do País. Alguns especialistas dizem que o pior já passou, e que uma retomada, mesmo que tímida, já teve início; para outros, como o presidente da Embraer, Paulo Cesar Silva, este ano será "tão desafiador como 2016”.

Sendo de retomada ou não, 2017 ainda está longe do que foram os anos dourados do Turismo no início da década, e não será um ano fácil para o segmento. Mas como o setor não pode parar, e o brasileiro não deixará de viajar, os profissionais de viagens devem encontrar as escassas oportunidades que surgem para se manter no mercado.

A discussão de como reagir na realidade de retração econômica vivida no Turismo será tema no próximo Fórum PANROTAS, que acontece nos dias 13 e 14 de março em São Paulo. O painel “Oportunidades em tempos de adversidade”, mediado pelo fundador e presidente do Reserve e da Solid, Luis Vabo, vai mostrar como o setor turístico pode seguir em frente, e emergir da crise.

SOBRE O EVENTO
O Fórum PANROTAS 2017 ocorre entre 13 e 14 de março, no Grand Hyatt São Paulo, e é uma realização da PANROTAS Editora. O evento tem a aliança institucional da CNC Sesc Senac e patrocínio Accor Hotels, Air France-KLM, Bahiatursa, Best Western Hotels & Resorts, Beto Carrero World, Cep Transportes, CVC, Delta Air Lines, Elo, Esferatur, Gol Linhas Aéreas Inteligentes, Grand Hyatt São Paulo e Rio de Janeiro, Grupo Trend, GTA - Global Travel Assistance, HRS - Hotel Global Solutions, Localiza, México, Omnibees, R1 Soluções Audiovisuais, Reserve, Rio Galeão, Sabre, Sebrae, Tes Cenografia, Vice Versa Interpretação e Visit Orlando. Mais informações no www.panrotas.com.br/forum.
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA