46% dos brasileiros esperam retomar viagens corporativas até 2022

|

Shutterstock
46% dos brasileiros esperam retomar viagens corporativas até o início de 2022, segundo estudo do Kayak
46% dos brasileiros esperam retomar viagens corporativas até o início de 2022, segundo estudo do Kayak
Quase metade dos viajantes corporativos do Brasil espera voltar a viajar muito em breve. Uma nova pesquisa do Kayak, feita com mil brasileiros adultos, apontou que 46% esperam retomar viagens a trabalho até o início de 2022. Para quase 14% dos entrevistados, os deslocamentos a negócios já voltaram, e outros 18,7% acreditam que devem voltar somente a partir do segundo semestre de 2022.

“Nesse ano já estamos com um volume de buscas domésticas maior que em 2019. A questão de viagens como um todo, considerando as de lazer, acabam impactando também as corporativas, com os viajantes e empresas sentindo mais confiança para viajar, à medida que a vacinação avança. Na pesquisa, percebemos as pessoas que trabalham em companhias tendo a vontade de viajar, aliando lazer e trabalho, aproveitando a jornada em um lugar remoto”, diz o country manager do metabuscador no Brasil, Gustavo Vedovato.

KAYAK FOR BUSINESS
Lançado em novembro de 2019, o Kayak for Business surgiu com o objetivo de ser uma ferramenta – grátis – para auxiliar as empresas e gestores de viagens na gestão de viagens corporativas, assim como na experiência do próprio viajante para pesquisar passagens e hotéis, dentro dos parâmetros da política de viagens e tarifas corporativas. No entanto, com o início da pandemia em março de 2020, as viagens a trabalho praticamente zeraram, diminuindo, então, as buscas.

“Agora, com essa retomada gradual, estamos vendo as pessoas fazendo mais buscas e esperando viajar a negócios até o começo do ano que vem. Tivemos de nos reinventar durante a pandemia e este é o timing certo de trabalhar mais na ferramenta, aplicando novos filtros, criando o mapa de restrições dos países... Além disso, com as empresas querendo reduzir custos, optar por uma solução totalmente gratuita ajuda nesse budget mais limitado”, pontua Vedovato.

Divulgação
Gustavo Vedovato, country manager do Kayak no Brasil
Gustavo Vedovato, country manager do Kayak no Brasil
Para utilizar a ferramenta, um dos funcionários da empresa faz um cadastro e coloca as suas informações. Em seguida, outros também poderão entrar com seus e-mails corporativos. Dentro da solução, eles podem fazer pesquisas, encontrar o melhor momento para reservar, comparar preços (incluindo tarifas corporativas de hotéis e companhias aéreas), filtrar as preferências e conferir as políticas de preços autorizados. Já os travel managers poderão acompanhar toda a jornada, saber onde cada colaborador está, gerenciar itinerários, criar relatórios de despesas, entre outras funções.

PESQUISA
O levantamento mostrou ainda que, dentre os brasileiros participantes, 45,1% gostariam de um emprego onde tenham a possibilidade de viajar, 43,2% gostariam de fazer ao menos uma viagem a trabalho até o fim de 2021 e 41% acreditam que viagens corporativas influenciaram no seu sucesso profissional.

Também apontou que, para 42,8%, o bleisure veio para ficar, com conhecer um novo lugar sendo o fator que mais esperam de uma viagem a trabalho, seguido por ficar em um hotel (41,8%) e conhecer novas pessoas (38,3%).

“Um dos pontos que nos chamou a atenção, e que já imaginávamos, foi a vontade das pessoas de atrelarem viagem a negócios com lazer. Todo mundo ficou preso, sem poder viajar, e com a empresa oferecendo a oportunidade do funcionário sair, ele vai querer aproveitar toda a jornada e o destino. Vai ser ainda mais tendência. Sempre que tiver de planejar um deslocamento, o pensamento será já garantir um fim de semana para conhecer o local”, finaliza o country manager.

VEJA MAIS DETALHES DA PESQUISA DE VIAGENS CORPORATIVAS DO KAYAK:
Principais atividades que espera fazer ao planejar uma viagem a negócios:
  • 42,8% - Visitar um novo lugar para o qual estou viajando a negócios
  • 41,1% - Se hospedar em um hotel
  • 38,3% - Conhecer novas pessoas
  • 29,9% - Ter tempo ininterrupto de trabalho
  • 28,5% - Ter tempo para si mesmo longe de casa
  • 26,6% - Fazer atividades de lazer no lugar em que está viajando a trabalho

Principais afirmações com as quais os viajantes corporativos concordam:
  • 45,1% - Quero um emprego onde eu possa viajar a trabalho
  • 43,2% - Gostaria de ir viajar a trabalho pelo menos uma vez até o fim de 2021
  • 41% - Acho que viajar a trabalho me ajudou a crescer na minha função
  • 35,3% - Sou mais produtivo em viagem do que trabalhando no escritório ou em casa
  • 33,9% - Gosto de acrescentar alguns dias pessoais no início/fim da viagem a negócios

Quando as viagens a negócios irão voltar?
  • 23,9% - Até o fim de 2021
  • 22,1% - Início de 2022
  • 18,7% – Meio de 2022
  • 13,9% - Já voltaram

Afirmações com as quais concorda sobre gastos em viagens corporativas antes da covid-19:
  • 60,7% - Sou familiarizado sobre minha política de gastos em viagens a negócios
  • 22,6% - Conheço o limite de gastos das minhas viagens a negócios, mas escolho ignorá-lo
  • 17,7% - Gastei mais do que meu limite diário durante minha viagem a negócios
  • 15,3% - Escolhi minha companhia aérea preferida em vez da mais barata
  • 11% - Optei por não enviar alguns ou todos os meus gastos, pois o processo é muito complicado

Quanto tempo leva para preencher um relatório de despesas?
  • 32,8% - Menos de uma hora
  • 31,6% - 1 a 3 horas
  • 17,7% - Nunca fiz um relatório de despesas

O que sente mais falta em uma viagem a negócios?
  • 19,9% - Visitar uma nova cidade ou país
  • 13,5% - Trabalhar em outro ambiente
  • 12,5% - União de equipe
  • 10,5% - Conhecer novas pessoas
 AVALIE A IMPORTÂNCIA DESTA NOTÍCIA